A Medicina Ortomolecular feita da maneira certa!

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Alimentos que ajudam a turbinar a sua dieta


Qualquer ajudinha na hora de fazer dieta é bem vinda. Melhor ainda se você optar por alimentos que, além de gostosos, têm poucas calorias, muitos nutrientes e ainda ajudam a dar uma variada no cardápio. Confira abaixo 6 alimentos que você pode comer para ficar no peso ideal:

ALFACE AMERICANA
Além de conter pouquíssimas calorias, é um ótimo alimento para incluir nas refeições mais importantes do dia – por conter uma textura mais crocante que as demais folhas, acrescentar porções da verdura nos pratos faz parecer que você está comendo mais, mas sem a parte do aumento calórico. Outra dica é fazer um belo prato repleto de alface americana, legumes e uma carne magra.

COUVE-FLOR
Couve-flor é um alimento barato, fácil de encontrar no supermercado e superversátil. Uma porção contém apenas 25 calorias, mas 2,5 gramas de fibra e 2 gramas de proteína. Além de ser uma delícia crua, a couve-flor pode ser cozida, virar creme e adicionar um sabor extra à sua sopa.

GRÃO DE BICO
Acrescente grão de bico na sua salada diariamente – o alimento é item essencial nas dietas de emagrecimento. Meia xícara de grão de bico contém cerca de 130 calorias, quase 6 gramas de fibra e 7 gramas de proteína. Outra opção é transformá-lo em húmus light, sem utilizar tahine (pasta de gergelim), e combinar com torradas integrais ou legumes crus.

PEPINO
Por mais estranho que pareça, o pepino pode substituir o pão, e este truque economiza cerca de 200 calorias ao preparar um sanduíche. Basta descascar o pepino, dividi-lo em duas partes iguais, remover as sementes e criar um 'buraco' arredondado dentro, onde ficará o recheio. Acrescente então uma porção de proteína (como frango desfiado, por exemplo), tomate, pimenta e queijo branco. Voilà!

MINGAU DE AVEIA
O bom e velho mingau de aveia – que leva somente leite e aveia em flocos – é uma das receitas mais eficientes para quem busca um café da manhã nutritivo durante a dieta. Rico em fibras e muito saboroso, uma porção do mingau contém cerca de 150 calorias.

PIPOCA
A pipoca de panela é uma ótima opção de lanche da tarde – basta não acrescentar manteiga ou açúcar na receita. Uma porção de pipoca contém cerca de 90 calorias, é fácil de preparar e tem gosto de infância!


Fonte: Vogue

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Afaste a gripe com 3 nutrientes!


Que a vitamina C melhora a imunidade e previne gripes e resfriados, você já sabe, mas ela não é a única substância que tem esse efeito. A vitamina A, o zinco e a antocianina, um pigmento natural que dá tom vermelho arroxeado a frutas e legumes também são indispensáveis! Confira abaixo:

Vitamina A 
Encontrada em vegetais e frutas como brócolis, abóbora, mamão e manga, a vitamina A fortalece o sistema imunológico e evita que micro-organismos oportunistas originem gripes e resfriados. A substância tem também excelente ação na saúde da visão.

Zinco 
Para manter bons níveis de zinco, é essencial manter as oleaginosas, como nozes, castanhas e amêndoas, no cardápio. Carne de frango e de boi também têm boas quantidades do mineral que participa de quase todas as reações no corpo, inclusive aquelas que envolvem a proteção contra doenças. 

Antocianina 
A antocianina é o pigmento que dá cor vermelha e roxa para frutas como cereja, jabuticaba, morango e vegetais como berinjela e beterraba são as principais fontes de antocianina. Além de deixar a imunidade nas alturas, ela tem propriedades antioxidantes, que combate os radicais livres.


Fonte: Bolsa de Mulher

terça-feira, 14 de julho de 2015

Os benefícios da canela para queimar gordura


Com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, a canela é uma poderosa aliada no processo de emagrecimento e controle da diabetes. Sua ação antimicrobiana inibe a proliferação e crescimento de micro-organismos, como bactérias, fungos e vírus.

Sua ação anti-inflamatória ajuda a diminuir a inflamação dos tecidos, o que reduz a quantidade de celulite. Além disso, canela é um poderoso termogênico e, por isso, aumenta a temperatura do corpo facilitando a queima de gordura. Usada para adoçar cafés, sucos e vitaminas, a canela é aliada no processo de emagrecimento porque promove a sensação de saciedade por mais tempo.

Além disso, a canela é aliada no controle do diabetes e da resistência insulina. Segundo um estudo da Universidade Estadual Ball, nos Estados Unidos, adicionar uma colher de canela na comida no café da manhã ajuda a reduzir os níveis de açúcar no sangue.

A pesquisa comparou a taxa de açúcar no sangue de pessoas com peso normal e pessoas obesas depois de duas horas da ingestão de 6 g de canela com o de pessoas que não haviam consumido a especiaria. A redução dos níveis nas pessoas que comiam cereal com canela chegou a 25%.

O cromo e os compostos fenólicos presentes na canela são os responsáveis por seus efeitos em melhorar a sensibilidade à insulina e o controle glicêmico. Além disso, segundo ela, o óleo essencial extraído da canela é efetivo na inibição do crescimento bacteriano, como o da Escherichia Coli.

A especiaria ainda possui azeites essenciais, vitamina A, vitaminas do complexo B, magnésio, zinco, iodo e flavonoides atuam como antioxidantes que impedem a formação de placas nas paredes arteriais.


Fonte: Bem Leve

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Emagreça trocando os alimentos cozidos pelos crus



Uma nutricionista norte-americana lançou há pouco tempo nos Estados Unidos um livro que comprova o poder de emagrecimento dos alimentos crus. Intitulado “A Dieta Desintoxicante dos Alimentos Crus” (ainda não lançado no Brasil), o livro se baseia numa pesquisa que atestou: quem consome mais alimentos crus pesa, em média, quase 12 quilos a menos do que aqueles que comem suas refeições sempre cozidas.

A explicação é simples: quando cozidos, os alimentos perdem grande parte das suas vitaminas. Comê-los cruz ajuda ainda a dar disposição, fortalecer as unhas e deixar os cabelos mais brilhantes. Por isso prefira comer legumes, como a cenoura e a abobrinha, crus. Para temperá-los, deixe de molho por alguns minutos em água e uma pitada de sal.

Faça purês e molhos processando os legumes no liquidificador. Mesmo o arroz e tubérculos (como a batata doce) que devem ser cozidos, não podem ferver por mais de 15 minutos. Asse os vegetais, como a abóbora, com a casca. Ela evita que o calor elimine os nutrientes do alimento. E se você não é fã de brócolis cru, experimente colocá-lo num refratário com um pouquinho de água, tampar e levar ao forno. O próprio vapor vai cozinhá-lo.

segunda-feira, 4 de maio de 2015

5 alimentos que ajudam a eliminar a gordura abdominal



Quando engordamos um quilo ou dois, o peso extra se reflete diretamente na nossa circunferência abdominal. E a gordura localizada nessa parte do corpo é uma das mais difíceis de serem eliminadas. Mas o acúmulo de gordura é um estado inflamatório do organismo, isto é, um mecanismo de defesa contra a alimentação irregular. Portanto, comer os alimentos certos (chamados antiinflamatórios) e evitar alguns maus hábitos pode te ajudar a acabar com a inflamação e, por conseqüência, com a gordura no abdômen.

Acrescente à dieta
— Chá verde é o rei desse grupo. Beba 2 xícaras por dia. Prefira sempre o feito com as folhas secas ao invés do industrializado.
— Açafrão combina com arroz e frango e ajuda a secar as gordurinhas. Utilize a gosto três vezes por semana.
— O gengibre cru, ralado ou fatiado, vai bem com legumes e salada e é antiinflamatório. Faça um chá fervendo um pedaço de 3 centímetros em 1 xícara de água. Já o gengibre do restaurante japonês tem muito açúcar e perde tal função.
— As sementes de linhaça e chia e os peixes de água fria, como salmão, bacalhau e atum, são ricos em ômega 3 (que faz a “troca” da gordura ruim pela boa). Coloque 2 colheres (sopa) dos grãos em sucos, no leite ou na salada. Coma um filé de 150 gramas de algum dos peixes citados três vezes por semana.
— A quercetina é uma substância antiinflamatória presente na maçã, que deve ser consumida uma vez ao dia, e também na cebola, que pode entrar na comida à vontade.
— Nem toda gordura é ruim. O óleo de gergelim tem ômega 6 (que elimina a gordura LDL, a ruim). Use 1 colher (café) em saladas.
Mude hábitos!
— Em vez de sal, use ervas e especiarias, como alecrim, salsinha e cebolinha, para temperar a comida.
— Coma carnes vermelhas apenas duas vezes por semana. Escolha as magras e limite-se a um filé de 150 gramas.
— Troque o açúcar por adoçantes naturais: estévia e agave.
— Alimentos industrializados, com conservantes, corantes e espessantes, entram na dieta só uma vez por semana.
— Priorize os carboidratos integrais.
Força extra
SUCO DETOX
Ingredientes:
1 fatia de abacaxi
1 copo (200 ml) de água de coco
Suco de ¼ de limão
1 folha de couve-manteiga crua, fatiada
1 colher (sopa) de gengibre ralado
Folhas de hortelã à vontade

Modo de preparo:
Bata os ingredientes no liquidificador. O suco tem efeito termogênico, acelera o metabolismo e a queima de gordura. Tome uma ou duas vezes ao dia.

Fonte: Cláudia

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Dicas para manter a forma no inverno


Todo mundo sabe que manter o peso durante a temporada Outono-Inverno é difícil. É comum ganhar peso nessa época do ano, pois a tendência é relaxar na alimentação, se exercitar pouco e, quando menos se espera, o ponteiro da balança subiu. A dieta dá lugar às receitas tradicionais do período mais frio do ano, como foundue, queijos e chocolates. Sem contar que, ao chegar o inverno, a temperatura do nosso corpo cai e, para se aquecer, ele utiliza a comida como sua fonte mais poderosa de energia. Nessa fase, quem está acima do peso tende a preservar os quilos a mais, porque o corpo sente a necessidade de estocar a gordura.

Portanto, fique atento às dicas de como manter e até perder peso durante a temporada mais fria do ano:

Invista nas sopas
As sopas são grandes aliadas da época, mas é necessário ficar de olho ao escolher os ingredientes. Evite preparos com muito azeite, macarrão, queijos amarelos, bacon, creme de leite e pão italiano. Use grãos como lentilha e grão-de-bico misturados a vários legumes, assim torna a sopa menos densa e calórica.

Masque chicletes
Outra dica interessante é mascar chiclete sem açúcar após o almoço. Segundo um estudo da Universidade da Louisiana (EUA), ele ajuda no combate da fome por doces e também melhora sensivelmente a preguiça. Mas nunca exagere no consumo de chicletes. Se sentir fome, principalmente se a última refeição aconteceu há três horas, faça um lanche leve com baixa caloria ou coma uma fruta.

Prefira fondue light
Como fugir do clássico fondue no inverno? A saída é optar pela “versão light”. Compre queijo feito com leite desnatado ou prefira os brancos. Lembre-se: quanto mais amarelo, mais engordativo esse laticínio será. Se o fondue for de frutas, abuse do morango, da uva e do abacaxi.

Escolha vinho a outras bebidas alcoólicas
Evite o excesso de bebidas alcoólicas, mesmo que seja vinho. O correto é apenas uma taça por dia. Ele funciona como desentupidor dos vasos sanguíneos e faz bem ao coração.

Torne o ato de beber chás um hábito
Tome chá quente de erva-cidreira, chá verde e chá preto da Índia, pois eles ajudam a inibir a fome. O de gengibre aumenta o metabolismo em 20%.



segunda-feira, 27 de abril de 2015

Os temperos que ajudam a emagrecer


Se a dieta está lenta e sem graça, capriche no tempero. Há várias opções de ervas e especiarias que, além de deixar os pratos mais saborosos, agitam o metabolismo, aumentando a queima de gordura. Também combatem a inflamação no organismo diminuindo a resistência à perda de peso. Tem mais: quando você coloca essa turma no prato tende a usar menos sal, o que reduz a retenção de líquido - outro ponto a favor de um corpo enxuto. Veja em quais apostar:

1. Orégano 

Tem o poder de estimular a produção de enzimas responsáveis pela digestão dos carboidratos (pão, batata, pizza...), além de funcionar como um tônico digestivo. Também é antioxidante e levemente diurético. Sugestão de uso: pode ser polvilhado em massa, molho, sopa... Também dá para acrescentar no suco (bata 1 col./chá de orégano com 1 copo/200 ml de melancia) ou fazer o chá (ferva 1 copo/200 ml de água e junte 1 col./café de orégano. Deixe descansar por 5 minutos e coe). 

2. Pimenta-caiena 

Supera a pimenta vermelha em capsaicina - substância que sacia, agita o metabolismo e melhora a circulação. Ou seja, a caiena reduz a fome, acelera a queima de calorias e ajuda a eliminar toxinas. Tem ação antioxidante e anti-inflamatória. Sugestões de uso: dilua 1/2 col. (café) de pimenta-caiena em pó em 1 col. (sopa) de azeite para temperar a salada. No suco, misture água de coco (200 ml), suco de 1 limão, 2 col. (chá) de mel e 1/2 col. (café) de caiena. 

3. Anis-Estrelado 

Mesmo comendo pouco, você sente o estômago pesado? Isso complica qualquer dieta, mas o anis pode ser um aliado. Com substâncias que estimulam as glândulas e a musculatura do tubo digestivo, ele aumenta a produção de saliva e os movimentos peristálticos, aliviando o peso no estômago. Sugestão de uso: prepare um chá com erva-doce, gengibre, camomila e hortelã. Coe e acrescente 1 anis-estrelado. Beba 15 minutos antes das refeições. 

4. Salsa 

Tem efeito diurético (especialmente na forma de chá), ajudando a reduzir a formação de gases e o inchaço abdominal. Ainda contém substâncias que favorecem a digestão, limpam o fígado e livram o organismo das toxinas. Sugestão de uso: suco desintoxicante feito com 1 xíc. de chá de hibiscus (use 2 col./chá da erva), 1 maçã pequena e 1 col. (sobremesa) de salsa picada. Bata no liquidificador e adoce com mel. Ou, simplesmente, polvilhe a salsa na omelete, na salada, na sopa... 

5. Cúrcuma 

Essa raiz (também conhecida como açafrão-da-terra) diminui a irrigação sanguínea no tecido adiposo, enfraquecendo a reserva de gordura. E, por ser rica em curcumina - pigmento amarelo-ouro com alto poder anti-inflamatório e antioxidante -, faz bem para a pele, protege o fígado, facilita a digestão das proteínas e regula o metabolismo.
ugestão de uso: polvilhe 1 col. (chá) de cúrcuma em pó na comida pronta ou dissolva-a em 1 col. (sopa) de azeite para temperar a salada

6. Canela 

Capaz de amansar a fome, especialmente por doce, ajuda você consumir menos calorias ao longo do dia. Já as substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias da canela melhoram o metabolismo da gordura. Também reduz os níveis de insulina - hormônio que, em excesso, aumenta a gordura no abdômen. Sugestão de uso: faça uma 1 xíc. de chá de maçã com canela em pau e beba 15 minutos antes das refeições. No café da manhã, polvilhe 1 col. (café) de canela em pó no leite desnatado ou de soja.


Fonte: Boa Forma