A Medicina Ortomolecular feita da maneira certa!

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Alimentos com calorias negativas ajudam a emagrecer com saúde.


Manter o corpo em dia com saúde e equilíbrio pode ser uma verdadeira guerra, mas alguns aliados prometem auxiliar nessa missão. Conhecidos por alimentos com “calorias negativas”, as hortaliças e frutas são gostosas e ainda te ajudam a eliminar os quilos extras, dando as vitaminas que o seu corpo precisa para se manter saudável e com um bom funcionamento. Eles ajudam a emagrecer, pois contêm menos calorias do que as que o corpo gasta ao digeri-los.

Conheça alguns dos alimentos com calorias negativas disponíveis: 

Abacaxi: rico em cálcio, potássio e vitaminas A, B e C, o abacaxi contém bromelina, enzima que ajuda na digestão. 

Abobrinha: composta de água (em torno de 90%), a abobrinha é diurética e rica em vitaminas A e C.

Agrião: rico em ferro, iodo, vitamina C e betacaroteno - um antioxidante e auxilia no sistema respiratório.

Alface: rico em potássio, cálcio, ferro e vitaminas A, B3 e C. Tem poder antioxidante e age como calmante para quem sofre de insônia.

Alho:  ajuda a combater vírus, infecções e inflamações, além de auxiliar em problemas respiratórios, como asma e bronquite. É fonte de potássio, cálcio e magnésio.

Ameixa: tem propriedades antioxidantes, retarda o envelhecimento, estimula a digestão e combate a gripe. É rica em potássio, magnésio, cálcio, fibras, betacaroteno e vitaminas C e E.

Aspargo: rico em fibras, potássio e vitaminas B e C. Aumenta o sistema imunológico, tem poder antioxidante.

Berinjela: fonte de cálcio, fósforo, postássio, magnésio e vitaminas A, C e do complexo B.

Beterraba: alimento cheio de nutrientes, como proteínas, fibras, vitaminas A, B e C, ferro, potássio e zinco. Ajuda a combater anemia.

Brócolis: fonte de vitamina A e de sais minerais como cálcio, ferro e fibras. Poder antioxidante e anticancerígeno.  

Cenoura: alimento rico em betacaroteno, fibras, cálcio, zinco e vitaminas A, C e E. Além de auxiliar a digestão, melhora a produção de sangue.

Couve: rico em fibras, o alimento é indicado para enfermidades do estômago e auxilia a digestão. A couve é fonte de vitamina C, ferro, cálcio e betacaroteno.

Damasco: pode prevenir problemas no fígado e alguns tipos de câncer. É rico em ferro, potássio, fósforo e vitaminas A, B1, B2, B3 e C.

Laranja: fonte de vitamina C e caroteno, ajuda a combater gripes e resfriados.

Limão: pode ajudar a tratar resfriados e gripes e melhorar a circulação do sangue. É rico em cálcio, potássio e vitamina C.

Maçã: rica em cálcio, magnésio, potássio, cobre, zinco, vitaminas B, C e E, e contém pectina, fibra que a ajuda a controlar o nível de colesterol no sangue. Ajuda na digestão, no tratamento de resfriados, tem poder antioxidante e evita a proliferação de células cancerígenas.

Mamão: contém papaína, que melhora a digestão e a prisão de ventre. É fonte de ferro, cálcio e vitaminas A, B e C.

Manga: tem propriedades que previnem as doenças do estômago, evitam problemas cardíacos e fortalecem o sistema imunológico. É rica em vitaminas B e C, em sais minerais como cálcio, fósforo, potássio, ferro e fibras.

Melancia: apresenta muita água em sua composição e tem o poder diurético. É rica em fibras, ferro, cálcio e vitamina A, B e C. 

Melão: tem poder diurético, hidratante, ajuda na menopausa e nas dietas de emagrecimento. É rico em cálcio, betacaroteno, potássio e vitaminas A, B, C.

Morango: propriedades antioxidantes, que retarda o envelhecimento, além de reduzir o colesterol. É fonte de ferro, fibras e vitaminas B5 e C.

Pepino: rico em ferro, potássio e betacaroteno, antioxidante e com efeito diurético.

Pimenta: tem propriedades analgésicas, anti-inflamatórias, diminui risco de doenças cardiovasculares, reduz o colesterol e pode ajudar no tratamento da enxaqueca. É antioxidante e rica em vitamina C.

Pimentão vermelho: rico em potássio, sódio, cálcio, fósforo, ferro e vitaminas A, C e do complexo B. Antioxidante, além de ser fonte de fibras.

Rabanete: fonte de cálcio, ferro, potássio e vitaminas B1, B2 e C, ele ajuda no processo digestivo, previne o organismo contra infecções e purifica o sangue, rins e bexiga.

Repolho: fonte de cálcio, potássio, fosforo e vitaminas A e C. Auxilia no emagrecimento e na digestão.


Fonte: Daqui Dali

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Goiaba: faz bem para a dieta e fortalece a imunidade


Apostar em frutas da estação é uma forma inteligente de adicionar mais nutrientes ao cardápio sem gastar muito, além de ser boa uma oportunidade de variar a alimentação. E nesse começo de outono, ainda é possível encontrar goiabas a um preço camarada para dar uma ajuda na dieta.

Para quem quer emagrecer, a fruta é aliada por ser rica em fibras que favorecem a saciedade, ou seja, você não vai sentir fome por um bom tempo. Além disso, cada 100 gramas da fruta têm em média apenas 54 calorias, independente se ela forma vermelha ou branca.

A goiaba se destaca por ter um grande potencial antioxidante (que previne o envelhecimento precoce), já que a vermelha possui muito licopeno. Outra curiosidade é que ela é uma fonte rica em vitamina C, tendo cinco vezes mais desse nutriente do que a laranja. Por isso, o consumo contínuo auxilia no combate a gripes e resfriados. A fruta também fornece vitamina A.

Para aproveitar os benefícios, consuma uma goiaba três vezes por semana para assim melhorar a imunidade. Vale consumir na forma de suco ou mesmo a fruta bem higienizada.

Fonte: Toda Ela


sexta-feira, 24 de maio de 2013

Fome noturna: aposte nos alimentos menos calóricos



Bateu aquela vontade incontrolável de comer à noite. Você tenta se enganar, mas o desejo é maior. Para não ameaçar a sua dieta, confira algumas opções de “beliscadas” light para esta ocasião. E nada de escolher o sorvete!

Com até 50 calorias

- 5 damascos secos
- ½ copo (100 ml) de iogurte desnatado batido com 1 taça de gelatina diet de morango
- 1 fatia de queijo minas com orégano
- 1 tacinha de pudim light
- 1 xícara (chá) de cappuccino diet

Entre 60 e 85 calorias

- 1 pêra assada no microondas
- 1 banana-passa coberta com chocolate diet
- 1 taça de gelatina diet com pedaços de maçã
- 1 copo (250 ml) de suco de melancia com adoçante
- 1 copo de leite desnatado batido com essência de baunilha, canela e gelo
- 1 fatia de pão de aveia light com 1 colher (chá) de geleia de morango light

Fonte: Corpo a Corpo

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Conheça todos os benefícios das castanhas



Noz, avelã, castanha do Brasil, macadâmia, pistache, castanha de caju e amêndoa são apenas alguns dos exemplos de oleaginosas que temos no mercado. E provavelmente esta não é a primeira vez que você ouve dizer que as castanhas podem trazer uma série de benefícios para o organismo. Mas será que você conhece todas essas vantagens?

Embora algumas pessoas evitem o seu consumo regular por acreditar que são alimentos muito calóricos e ricos em gorduras, um estudo recente dos Estados Unidos aponta que os adultos não precisam restringir a ingestão das oleaginosas. Os pesquisadores revisaram 31 estudos anteriores e descobriram que as pessoas que consumiam castanhas regularmente ou que trocavam outros alimentos por castanhas perdiam mais peso e reduziam a circunferência abdominal.

Veja bons motivos para ter esses alimentos sempre por perto:

Ajuda na manutenção do peso

Na revisão de estudo realizada pelos pesquisadores, algumas pesquisas mostraram um pequeno aumento na massa total, mas a maioria delas identificou uma relação entre as castanhas e a manutenção do peso. Acredita-se que a explicação esteja no fato de que as oleaginosas são alimentos que saciam facilmente, mas, graças às fibras, são metabolizadas lentamente pelo organismo. Isso significa que as castanhas satisfazem mais do que outros alimentos com o mesmo valor calórico, mas possuem um valor nutritivo maior.

Controle do colesterol

Um estudo realizado em 2010 sugere que consumir uma noz por dia seja suficiente para manter o colesterol ruim em níveis baixos. A pesquisa descobriu que esse hábito resultou em uma redução de 7,4% no LDL (colesterol ruim) e cerca de 10% nos níveis de concentração de triglicérides.

Proteção do coração

De acordo com um estudo, amêndoas, avelãs, amendoins, castanhas do Brasil, nozes e castanhas de caju diminuem o risco de doenças do coração. As descobertas foram feitas em Harvard e mostram que as oleaginosas podem ajudar a diminuir o LDL (colesterol ruim), além de fornecerem uma dose de gorduras monoinsaturadas e poliinsaturadas – que são consideradas as gorduras do bem, que protegem o coração. Esses alimentos também são ricos em arginina, que é um aminoácido que se transforma em óxido nítrico dentro do organismo e ajuda a relaxar os vasos sanguíneos.

Fonte: Toda Ela

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Diminua a barriga com o azeite



Basta um fio dourado do óleo da oliva para que aquela torrada dura e seca ganhe textura macia e sabor especial. Uma outra transformação ocorre no seu organismo, mais precisamente no abdômen, quando você consome o azeite: ele impede o depósito de gordura bem ali, na linha da cintura. Parece um contra-senso, já que o alimento é dos mais calóricos e cada grama oferece cerca de 9 calorias. Mas a descoberta é séria: o consumo das azeitonas evita mesmo a barriga indesejada.

Quem assina embaixo são cientistas de diversas universidades européias. Juntos eles observaram que esse bom hábito diminuiu os depósitos de banha no abdômen. Diga-se: o ideal seria que você consumisse duas colheres de sopa por dia do ingrediente para obter seus benefícios.

No fundo, o mérito é todo da gordura monoinsaturada, que predomina no azeite. Se ela já era festejada por varrer o colesterol ruim das artérias, agora os médicos têm ainda mais motivo para cobri-la de elogios. Isso porque estão empenhados em acabar com as barrigas avantajadas e não tem nada a ver com questões de beleza. A gordura visceral, justamente aquela da cintura, produz substâncias que dificultam a ação da insulina, o hormônio produzido pelo pâncreas que ajuda a glicose a entrar nas células.

Ou seja, barriga grande pode levar ao diabete do tipo 2. O diabete, ao lado da pressão alta, do colesterol, dos triglicérides alterados e, de novo, da tal barriga, é o componente básico de um mal que mata a síndrome metabólica. O azeite, no entanto, ajuda a quebrar esse círculo. Uma vantagem de consumir azeite é que a gordura monoinsaturada vinda da oliva ocupa o espaço das temidas trans, presentes nas margarinas, e das saturadas, que estão nas carnes vermelhas. Enquanto a gordura monoinsaturada (azeite) faz as taxas do mau colesterol despencarem, a margarina e a gordura da carne têm relação com a subida do LDL (o colesterol ruim).

Fonte: Abril Saúde

quarta-feira, 8 de maio de 2013

12 aplicativos de celular que vão ajudar na sua dieta



Os smartphones são, sem dúvida, uma das maravilhas da vida moderna. É difícil encontrar alguém que não esteja “in loving” com estes aparelhos que só faltam voar. Bom, além dos essenciais aplicativos do facebook, twitter, WhatsApp, Instagram (e os joguinhos, porque mulheres também se viciam!), há outras ferramentas que ajudam (e muito!) a vida ser mais fácil. Basta fazer um download e pronto, tudo na telinha, ali na mão. Além de entretenimento e serviços indispensáveis como acessar a conta bancária, já existe à disposição dezenas de apps para fazer algo que, muitas vezes, sempre deixamos para segunda-feira: a dieta.

Então, para não perder mais a oportunidade de entrar em forma, selecionamos os aplicativos que estão bombando entre as ávidas por tecnologia e solução imediata. Tem para vários estilos de vida e necessidades e muitos  deles custam apenas o tempo gasto para baixar e estão disponíveis para Android e iPhone. Simples assim. Se você estava atrás de um aplicativo para esquecer as guloseimas e se entregar a uma alimentação saudável, eis que temos a solução. Mas, lembre-se que toda dieta deve ter o acompanhamento médico, pois em muitos casos a obesidade está associada a doenças. Além disso, os apps não devem ser usados isoladamente, pois há pessoas e pessoas, com metabolismos diferentes e isso precisa ser considerado para que os resultados sejam alcançados com saúde. Prepare seu smartphone e comece a dieta já! Sem mais desculpas, viu! 

Calculadora de calorias

Desenvolvido pela revista Boa Forma (Editora Abril), o aplicativo ajuda a emagrecer, engordar ou manter o peso. Calcula a cota de calorias que devem ser ingeridas por dia para atingir o peso desejado, indica treinos de exercícios e estimula o consumo de água. Faz um balanço calórico do seu dia e mostra se o saldo é positivo ou não. Escorregou e comeu um docinho? O app tem uma categoria na qual você registra o deslize e ele refaz o cálculo de calorias para o seu plano. 

Nutrabem 

Estimula a escolha dos alimentos não só pelo valor calórico, mas também nutritivo (vitaminas, minerais, proteínas e fibras). Para isso, apresenta os itens em uma tabela de equivalência nutricional, que auxilia na substituição dos pratos. Possui diário para o registro das refeições, aponta as calorias ingeridas versus as recomendadas, permite simular as refeições antes do consumo para possíveis correções e fornece lista de consulta com mais de 1.500 alimentos e receitas. 

Dieta assistente

Você seleciona o seu objetivo de perda de peso e automaticamente o aplicativo apresenta opções de refeições para todos os gostos (vegetarianas, de proteínas, balanceada…). Para orientar o plano de dieta, oferece ainda lista de compras, calculadora de índice de massa corpórea (IMC), dicas de saúde e nutrição, truques para afinar rápido e opção de fórum nas redes sociais para falar sobre o programa de emagrecimento com outros usuários. 

Medida certa

O quadro do fantástico (Rede globo) virou um aplicativo com base na reeducação alimentar aliada à prática de atividade física diária. O programa dá dicas de nutrição e séries de exercícios recomendadas pelo personal trainer Marcio Atalla. Ainda envia informações da OMS (Organização Mundial da Saúde). 

My Fitness Pal

Além de ser um contador de calorias, apresenta mais de 600 mil sugestões de receitas light e nutritivas, entre doces e salgados. Dá a opção de postar o regime e os exercícios que estão sendo seguidos no facebook e no twitter – a ideia é que os amigos acompanhem (e motivem!) todo o esforço que você está fazendo. 
  
Visual diário de dieta

Permite um acompanhamento do regime realizado com fotos e medidas do seu corpo. É possível ver a transformação da silhueta antes, durante e depois da dieta, o que motiva a seguir firme no plano. O aplicativo faz a comparação das imagens, mostrando em detalhes a mudança ao longo processo de emagrecimento. 

Dieta e Saúde 

É encontrado nas versões site e aplicativo para celular. Depois de uma avaliação com base em peso e altura, o usuário recebe a dieta dos pontos. O plano dispõe de diversas ferramentas: contador e pontos de alimentação (faz controle diário do consumo), contador de pontos de exercícios (verifica o quanto foi gasto com atividade física), evolução do peso (monitora os quilos do usuário com alertas, gráficos e histórico da variação). Também ensina a fazer a manutenção do peso atingido, oferece apoio aos nutricionistas e dá dicas de saúde. O aplicativo oferece um banco de dados de alimentos com diversas informações, como: quantidade de carboidratos, proteínas, gorduras e calorias. Ele também traz ferramentas que possibilitam a avaliação do peso ideal e fazem indicações de dietas baseadas em um programa de pontos. 

Peso

O Peso é um aplicativo simples que auxilia a medição do seu índice de massa corporal (IMC), baseado em dados como peso atual e altura. O resultado é um valor aproximado, que aponta o seu peso ideal. Basta inserir as informações e conferir os resultados.

Contador de calorias

O usuário cadastra um login que permite sincronizar os dados do app com o site FatSecret – comunidade sobre dieta e alimentação. A partir do perfil, calcula a Ingestão Diária Recomendada (IDR) e mostra porcentualmente o quanto a pessoa já comeu no dia. Além das calorias ingeridas, registra as calorias perdidas. Uma lista de exercícios físicos está disponível. Mas o objetivo mesmo é contar quantas calorias a pessoa gasta durante um dia todo e comparar com o consumo de alimentos. Por isso, não se assuste com o dado de que dormir por oito horas consome 461 calorias. Dá informações nutricionais sobre produtos genéricos ou alimentos de marcas ou restaurantes específicos. Clicando no ícone de um código de barras, a câmera do celular automaticamente captura a imagem do código do produto e revela informações nutricionais, o que economiza tempo de digitação. 

TecnoNutri

A partir das informações de perfil, o aplicativo calcula o Índice de Massa Corporal (IMC), faz uma estimativa de calorias necessárias por dia (de acordo com o objetivo, por exemplo: perder 5 kg) e monta uma sugestão de dieta.
Em um gráfico, é possível acompanhar a evolução do peso. Tem informações nutricionais de 2 mil alimentos. Os lembretes da hora de cada refeição ou de tomar água podem ser irritantes ou úteis: basta ativar ou não a ferramenta. 

Libra

Controlar a alimentação, o peso e os resultados de uma dieta são tarefas que exigem organização e disciplina. Testamos as funções de cinco aplicativos gratuitos e disponíveis em português que ajudam nesse trabalho. Um estudo americano, inclusive, concluiu que o uso de apps para controlar um regime é fator de incentivo: quem usou a tecnologia perdeu em um ano, em média, 3,9 quilos a mais do que quem seguiu a dieta sem essa ajuda. No primeiro acesso a qualquer um dos aplicativos, não tenha preguiça de fornecer dados como peso, altura, data de nascimento e metas. Os aplicativos sugerem uma dieta ou número de calorias diárias necessárias para alcançar o objetivo com base nessas informações. Vale lembrar: os próprios desenvolvedores dos apps ressaltam que o uso dos aplicativos não substitui o papel de um médico ou nutricionista. 

Lose It

O Lose It controla os alimentos que você consome e também te ajuda com os exercícios físicos.  Com esse app você pode postar relatórios nas mídias sociais Com esse app você pode postar relatórios nas mídias sociais, além de visualizar gráficos da sua evolução e ainda avisa quanto falta para chegar ao seu objetivo. O app ainda possui uma lista com as calorias de várias comidas para que você possa conferir sempre.  Esse aplicativo também é de graça.

Fonte: Beleza Chic

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Queijo minas: entenda por que ele é o melhor para a sua saúde



O queijo minas traz mais benefícios que o queijo mussarela ou o prato, mas a regra só vale se o consumo for moderado. Veja as vantagens e desvantagens de cada um desses três tipos de queijo

Excelentes fontes de cálcio, proteínas e vitaminas, os queijos são fundamentais para a formação e a manutenção dos ossos. O minas frescal é a melhor opção porque contém menos gordura, colesterol e sódio. Porém, as vantagens são ofuscadas se houver exagero - coisa fácil de acontecer, já que a fatia costuma ser bem mais grossa do que a de mussarela e queijo prato.

Esses outros tipos, deve-se ressaltar, têm maior quantidade de cálcio, mineral que afasta o risco de osteoporose. Apesar de gordurosos, não é necessário bani-los da dieta. De acordo com a pirâmide alimentar, precisamos ingerir de três a cinco porções de leite ou derivados por dia. Se quiser apostar nos queijos para ajudar a suprir essa demanda, a dica é comer, no máximo, três fatias do minas frescal ou duas de mussarela ou prato. Porções mais do que adequadas para fazer um belo sanduíche.

Veja a comparação entre três tipos, minas frescal, mussarela e prato, segunda a tabela brasileira de composição de alimentos, da Unicamp.


1. Energia

Minas frescal - 9 cal
Mussarela - 11 cal
Prato - 14 cal

2. Proteínas

Prato - 22,7 g
Mussarela - 22,6 g
Minas frescal - 17,4 g

3. Lipídios

Minas frescal - 20,2 g
Mussarela - 25,2 g
Prato - 29,1 g

4. Colesterol

Minas frescal - 62 mg
Mussarela - 80 mg
Prato - 91 mg

5. Cálcio

Prato - 940 mg
Mussarela - 875 mg
Minas frescal - 579 mg

6. Sódio


Minas frescal - 31 mg
Mussarela - 580 mg
Prato - 581 mg

Placar

Minas frescal 4 x Prato 2 x Mussarela 0

Fonte: M de Mulher