A Medicina Ortomolecular feita da maneira certa!

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Jabuticaba evita envelhecimento e câncer


Uma frutinha deliciosa tem capacidade de fazer um bem enorme ao organismo: a jabuticaba! O que há de mais saudável nela é a antocianina, um antioxidante poderoso que é responsável pela pigmentação mais arroxeada da fruta. Ele é responsável por limpar o organismo dos radicais livres e fazer com que as células funcionem melhor, evitando assim, entre outros problemas, o envelhecimento precoce. Há ainda estudos que comprovam que a substância age contra doenças degenerativas como o Alzheimer, o diabetes e também combate o câncer. Além disso, a antocianina está relacionada diretamente com a parte neural, sendo excelente para memória e concentração.

Todos esses benefícios da jabuticaba podem ser adquiridos principalmente com o consumo da casca da fruta. A polpa da fruta contém antocianina, mas a grande concentração está mesmo na casca, por isso, é essencial comê-la.

Por ser pouco calórica, não existe um limite de consumo. Há possibilidade de bater a jabuticaba em sucos, seja só dessa fruta ou misturada com outras. Também é uma ótima opção misturar com semente de chia, que tem ótimos valores nutricionais. Mas quem preferir comer a fruta in natura, só é preciso lembrar sempre de não tirar a casca. Lembre-se ainda da Vitamina C e o Potássio como ponto forte na jabuticaba.


Fonte: Bolsa de Mulher

sexta-feira, 7 de junho de 2013

4 dicas para uma alimentação mais saudável


Todos nós sabemos que comer frutas e legumes todos os dias é essencial para uma boa saúde. Mas é tão difícil colocar em prática, não é mesmo? O consumo diário recomendado (pela Organização Mundial da Saúde) é de 5 porções (400g) de frutas e legumes por dia!

Por isso, hoje eu dou 5 dicas para você incluir as cinco porções diárias no seu menu sem fazer muito esforço:

Adicionar frutas ao café da manhã

O café da manhã não tem que ser chato, especialmente se você adicionar frutas. Por exemplo, você pode cortar uma maçã ou uma pêra, juntar com blueberries (mirtilo), e colocar no cereal ou na farinha de aveia para obter um reforço de vitamina C e betacaroteno. Se você não tem tempo de tomar café da manhã, uma solução é um shake de frutas vermelhas, como morango, amora e framboesa, que são ricas em antioxidantes que estimulam o sistema imunológico. O mais importante são as polpas das frutas, pois mastigá-las aumenta a produção dos sucos gástricos, o que auxilia o processo de digestão e absorção de nutrientes.

Adicionar a casca é ainda melhor, porque ajuda a reduzir o colesterol. Para aqueles que argumentam que comer frutas os deixam inchados, um remédio: É melhor comer a fruta por volta de uma hora antes da refeição, pois ela contém açúcares simples, que não exigem muita digestão. Outros alimentos, como os ricos em gordura, proteína e amido, permanecem por mais tempo no estômago, e tem uma digestão mais lenta. Por isso, se você comer frutas após a refeição, a frutose vai ficar por muito tempo no estômago, fermentar e causar distensão abdominal e flatulência.

Sopa para substituir o sanduíche 

Sopa de agrião é uma escolha ideal para o almoço, pois é rica em ferro e magnésio. No entanto, se você preferir um sanduíche, basta adicionar uma porção de folhas verdes escuras, como espinafre e agrião. Se o problema da sopa é que dá a impressão de que não enche o estômago, você pode adicionar carne ou legumes a uma base vegetal. Para uma sopa para quatro ou seis pessoas, por exemplo, a base pode ser de 500g de cebola, 250g de cenoura e 250g de aipo. Descasque e corte os legumes em cubos e misture em uma frigideira grande, em seguida cubra-os com água. Deixe ferver e cozinhe até que os legumes estejam macios. Tempere com sal e vinagre, e misture até ficar homogêneo. Você pode peneirar se quiser não quiser a sopa com pedaços.

Compota de frutas

Cozinhar a fruta lentamente usando especiarias ao em vez de açúcar também é uma boa maneira de melhorar o sabor do doce ou da compota. Uma dica é fazer peras e pêssegos cozidos em um pouco de água com anis estrelado e canela. Depois de cozido, retire as frutas e adicione um pouco de iogurte grego e açafrão. Uma outra dica é usar menta, que adiciona frescor a uma salada de frutas ou compota. Açafrão funciona bem com manga e laranja.

Varie as frutas e legumes

Uma das melhores maneiras de aproveitar ao máximo as cinco porções por dia é comer de acordo com as cores do arco-íris, ou seja, diferentes frutas e legumes. É muito importante ter uma dieta variada e experimentar pratos diferentes.

O coco, que muitos acham pouco saudável, por exemplo, é muito bom para a pele e o cabelo. Você pode cozinhar carne com leite de coco. Finalizando, quanto mais variada a dieta, mais saudável você está.


Fonte: BBCBrasil.com

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Mantenha o peso em dia com o Extrato de Mangostão


O mangostão é um fruto do sul da Ásia. Veja como age no seu organismo:

1. Favorece a eliminação de líquido pela urina.
2. Suas fibras facilitam a liberação das fezes.
3. Reduz a gordura do organismo, pois impede a formação dela pelo fígado ao inibir a enzima liase, responsável pelo acúmulo de gordura no corpo.
4. A inibição da liase pela fruta também ajuda a absorver a gordura no sangue, melhorando o colesterol.
5. Por causa da redução da gordura no sangue, a glicose aumenta. Isso faz com que você perca a vontade de comer principalmente doces.
6. A taxa de orexina, o hormônio que regula o apetite, é reduzida.
7. O apetite também diminui porque a planta age no centro da fome, na região do hipotálamo.
8. Faz com que o organismo queime mais rápido os estoques de gordura.

Além disso, o extrato é enriquecido com vitaminas do complexo B, carboidratos, fibras e proteínas. O Extrato de Mangostão ajuda a proteger o aparelho gastrointestinal dos pacientes, e não traz alterações hormonais ou formação de edema como observado nos corticosteróides.

À venda em mercados e feiras, pode custar até R$ 10 a unidade. Devido ao preço, vale mais a pena tomar as cápsulas, feitas do extrato seco (Garcinia mangostana). Você pode comprá-las em farmácias de manipulação ou em lojas de produtos naturais. Mas atenção: as cápsulas são vendidas somente sob recomendação médica (receita).

As cápsulas não são recomendadas para grávidas, lactantes e crianças.


Fonte: M de Mulher