A Medicina Ortomolecular feita da maneira certa!

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Evite a retenção de líquido nas festas de fim de ano



As festas de fim de ano são sempre uma ótima oportunidade para rever os amigos, a família e brindar. As bebidas alcoólicas também fazem parte do ritual de passagem e é item que nunca falta nas festas e comemorações. Porém, para não sofrer com a retenção de líquidas desencadeada pelo excesso de álcool consumido nas festas de final de ano, invista nos alimentos diuréticos.

Complemente a sua alimentação, principalmente nesta semana em que não temos como fugir das comemorações, com frutas ricas em água como a Melancia e o Melão e ainda com outros ingredientes também super saudáveis e diuréticos como Pepino e o Salsão. Aqui vai uma lista de alimentos que vão ajudar você a combater a retenção de líquido:

Cereais
A aveia é um cereal rico em proteínas e minerais que além de fortalecer os dentes, ossos e o tecido conjuntivo, é muito eficaz no fornecimento de energia e estabilização dos níveis de estrogênio, que ajuda a reduzir a retenção de líquido no corpo.

Além disso, regula o intestino, garante uma pele mais bonita e combate a sensação de inchaço e mal-estar da retenção de líquido. A aveia é digestiva e contribui para o bom funcionamento do organismo evitando a prisão de ventre, por isso deve ser consumidos no dia-a-dia combinados com frutas e iogurtes. Outros cereais integrais como a quinoa, arroz e linhaça, também podem ser consumidos para combater a retenção de líquido.

Chás
Para combater a sensação de inchaço e mal-estar do corpo, é necessário consumir bastante líquido, principalmente os chás diuréticos com o branco, verde, carqueja e cavalinha. Estes chás são ótimas opções para ajudar na diminuição da retenção de líquido porque possuem propriedades que ajudam acelerar o metabolismo e, de quebra, ainda queimam algumas calorias.


Água
A água é a principal aliada para combater a retenção de líquido. Consumir até 2 litros de água por dia é essencial não só para a hidratação do corpo como também para estimular o funcionamento dos rins, que são responsáveis por filtrar e eliminar as toxinas do organismo, o que ajuda a aliviar o inchaço do corpo.







Frutas
Algumas frutas que combatem inchaço e amenizam a sensação de mal-estar são a melancia, o abacaxi e a pêra, que possuem uma grande quantidade de água. Também entram na lista o melão, que é diurético, a uva e ameixa, que auxiliam na limpeza do organismo porque evitam a prisão de ventre, e a manga, a banana e a laranja, que fazem o corpo desinchar.

Brinde com os seus amigos, mas intercale água entre um copo de bebida e outro, e não exagere nas porções de itens gordurosos e cheios de molhos. Assim, você não precisa ter dor de cabeça depois das festas.


segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Evite os alimentos que aumentam o volume da barriga


A origem de uma barriga saliente tem diversas causas, como herança genética, alteração hormonal, retenção de líquido, excesso de peso e até má postura. Uma conjunção inadequada de alimentos também pode levar à distensão abdominal. Fuja dos que podem formar gases, como feijão, frituras, pães, enlatados, comida gordurosa e com excesso de sal. Conheça os alimentos proibidos da barriga sequinha:

Pão branco e massas

Feitos com a farinha refinada, fornecem um carboidrato que leva à fermentação e produção de gases, provocando a distensão abdominal. Procure consumir pães e massas integrais, ricos em fibras.

Açúcar

A sacarose propicia o desequilíbrio da flora intestinal, fazendo que as bactérias benéficas diminuam e as prejudiciais proliferem, podendo levar à distensão. O excesso de açúcar também se transforma em energia de reserva e aumenta a quantidade de gordura abdominal. Controle o uso indiscriminado dele e, aos poucos, descubra como os alimentos têm um sabor natural agradável ou faça uso de adoçante à base de aspartame.

Bebida alcoólica

Aumenta a permeabilidade da mucosa do intestino, provocando o desequilíbrio da flora intestinal, o que pode levar ao aumento do volume abdominal.

Refrigerante

A quantidade de gás e açúcar ajuda a estufar a barriga. Prefira sucos de frutas naturais.

Feijão

Alguns carboidratos presentes no grão escapam da digestão e são metabolizados pelas bactérias presentes na parte baixa do trato digestório, podendo causar gases e flatulência. Mas eliminar totalmente o alimento da dieta não é uma boa opção, devido ao seu grande valor nutricional. Portanto, consuma moderadamente.

Repolho e Couve-flor

Esses vegetais são da família das brássicas, na qual estão presentes compostos sulfurados capazes de aumentar a produção de gases.

Laticínios

Para quem tem intolerância à lactose, o consumo pode gerar flatulência e diarreia. Escolha leite de cereais à base de quinoa e arroz; leite de sementes como gergelim e girassol; e de oleaginosas à base de amêndoas, castanha-do-pará e extrato de soja.

Produtos industrializados

Biscoito, refrigerante, macarrão pronto e embutidos contêm substâncias químicas capazes de sobrecarregar o fígado e a vesícula. Isso aumenta as chances de armazenar gordura, principalmente no abdome, pois nesta região temos mais receptores de insulina (que dão o comando para este armazenamento indesejado). Opte por frutas e alimentos naturais, integrais, sem corantes ou conservantes.


Fonte: Corpo a Corpo

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

10 dicas de alimentação para ir à praia em forma



A alimentação durante o verão merece atenção mais do que especial. Isso porque qualquer comida mais pesada pode não cair bem nas altas temperaturas, além de as comidinhas de praia oferecerem grandes riscos à saúde. Confira os 10 cuidados essenciais com alimentação nesse período:

Beba bastante água - As altas temperaturas do verão fazem com que o corpo passe por uma perda grande de líquidos e eletrólitos. Para repor esses nutrientes, é essencial e beber bastante água. Esse cuidado deve ser intensificado em crianças e idosos, que são mais suscetíveis à desidratação.

Coma frutas - Outra excelente maneira de manter o corpo saudável é consumindo frutas, que podem repor o potássio, por exemplo. Além de serem ricas em água, as frutas possuem vitaminas e minerais necessários ao funcionamento adequado do organismo, em todas as fases da vida. Pessoas que sofrem com diabetes devem consumir com moderação.

Não pule refeições - Nunca deixe de tomar café da manhã, nem mesmo se acordar para ir muito cedo à praia. Isso deixa o corpo alimentado e evita fraquezas.

Xô, frituras! - Evite ao máximo os alimentos fritos, que são ricos em gordura saturada. Essa condição faz com que uma simples coxinha, por exemplo, possa trazer mais riscos de obesidade e doenças cardiovasculares
.
Cuidado com o álcool - Cerveja, chopp, caipirinha ou qualquer outro drink feito com bebida alcoolica costumam ser mais consumidos durante a estação mais quente do ano. Afinal, são ótimas opções para refrescar. Porém, o álcool é diurético e aumenta a desidratação, além de estar relacionado com doenças hepáticas e excesso de peso.

Evite açúcar refinado e doces - São os maiores vilões para a manutenção do peso. Por isso, evite os sorvetes, doces e bebidas açucaradas que podem garantir uns quilinhos a mais.

Nada de sal - Também é preciso maneirar no consumo de sal e biscoitos salgados. Aqueles pacotes de salgadinhos, por exemplo, são ricos em sódio e gorduras do tipo trans. Também é importante entender que o excesso de sódio está relacionado com acúmulo de líquidos, elevação da pressão arterial (em qualquer idade) e, principalmente para as mulheres, aumento das celulites.

Diet tem limites - Bebidas dietéticas costumam usar nas composições adoçantes à base de sódio. Estes, também aumentam o acúmulo de líquidos do corpo, favorecendo o surgimento (ou agravamento) de celulites.

Muita água de coco - Essa pode ser sua grande aliada, já que hidrata e repõe os eletrólitos perdidos com o suor excessivo. Mas atenção: ela não é indicada para hipertensos, diabéticos e pessoas com deficiência renal


Fonte: Bem Leve