A Medicina Ortomolecular feita da maneira certa!

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Sucos para desinchar e afinar a cintura


Se você está se sentindo inchada após a comilança das festas, pode apostar nos sucos desintoxicantes e anti-inflamatórios, que ajudam a eliminar o excesso de líquidos. Confira abaixo três receitas de sucos que ajudam a desinchar a região do abdômen e acelerar os resultados do treino. Eles são feitos com ingredientes desintoxicantes e que estimulam o trabalho do intestino. O ideal é que você tome pelo menos três copos por dia. Veja:

Suco de maçã e abacaxi 
Bata 1/2 maçã com casca, 1 fatia de abacaxi, 1 rodela de gengibre e 200 ml de água.  
Rende: 1 copo
Calorias: 130

Suco de uva com água de coco 
Bata 1 copo de água de coco, 12 uvas sem semente, 1/2 limão espremido e gelo.  
Rende: 1 copo
Calorias: 100 

Suco de laranja e ameixa 
Bata o suco de 2 laranjas-pera, 1 laranja-lima, 3 ameixas secas sem caroço e 100 ml de água.  
Rende: 1 copo
Calorias: 210


Fonte: Boa Forma

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Evite as bebidas mais calóricas durante a dieta



Muitas pessoas, ao entrarem em uma dieta, se controlam bastante no que põem no prato, mas relaxam na bebida. E quando falo bebida, não me refiro apenas à alcoólica. Um dos verdadeiros motivos que o afastam da boa forma pode estar no seu copo! Para ter as medidas dos sonhos e entrar na linha de vez, é preciso redobrar a atenção com o que bebe.

Algumas bebidas têm tantas calorias quanto àquelas guloseimas que você tanto evita. Uma pesquisa da Universidade de Purdue, em Indiana (EUA), revela que existe uma maior facilidade de associar o valor calórico de um alimento quando ele tem forma sólida. E mais: quando mastigamos algo, nos sentimos mentalmente mais satisfeitos do que quando bebemos um suco, por exemplo. Em resumo, o que pode estar arruinando sua dieta são as bebidas que acompanham suas refeições.

Saiba quando é melhor comer ou beber para não ter surpresas na hora de encarar a balança.

1 taça de vinho (107 cal) x 1 brigadeiro de 30g (100 cal)
1 lata de cerveja (151 cal) x 1 bolinho de bacalhau (141 cal)
1 copo de chá gelado 400ml (140 cal) x 2 picolés de fruta no palito (140 cal)
1 copo de caipirinha de 200ml (310 cal) x 1 cachorro-quente com batata palha, 
purê de batata e queijo cheddar (304)
1 copo de suco de açaí de 200ml (460 cal) x 1 fata de pizza de mussarela com bacon (463 cal)



Fonte: Revista Women's Health

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Benefícios do grão de bico para a dieta


Seguir uma dieta com grão de bico virou tendência entre quem eliminou o glúten e a lactose da alimentação, seja por intolerância ou simplesmente para perder peso. Isso porque o grão é livre das duas substâncias, além de possuir baixo valor calórico e alto teor de fibras, o que ajuda a emagrecer de forma mais eficiente.

Essa leguminosa de poucas calorias ainda tem boa quantidade de cálcio e ferro em sua composição, além de ser fonte de carboidrato de baixo índice glicêmico. Outra qualidade excelente do grão de bico é que ele é fonte de triptofano, um aminoácido que estimula a produção de serotonina, aquela famosa substância que gera bem-estar.

O indicado para quem está de dieta é comê-lo durante as principais refeições, como substituto de alguma outra leguminosa, como feijão, ervilha ou lentilha. É possível ainda preparar uma salada ou apostar em alguma receita que leve o ingrediente.

O consumo dos melhores nutrientes desse alimento depende de saber como preparar o grão de bico. Ele precisa ficar de molho em água fria de um dia para o outro. O ideal é que se substitua essa água gelada ao menos uma vez durante esse período. Antes de cozinhar, lave bastante em água corrente. Depois, cozinhe em panela de pressão com água que cubra até dois dedos dos grãos e um pouco de sal, por pelo menos 10 minutos (contados a partir do momento em que a panela pegar pressão). Quando estiver pronto, você consegue eliminar as cascas dos grãos apenas pressionando com a ponta dos dedos.

Uma dica de preparo é apostar uma pasta de grão de bico, receita semelhante ao que leva o nome de húmus na culinária árabe. Para fazer, você precisa bater no liquidificador duas xícaras do grão cozido e sem casca com cerca de uma concha da água do cozimento. Junte metade de uma cebola, um dente de alho e outros temperos a gosto e continue batendo. Acrescente aos poucos o suco de um limão, 1/4 de xícara azeite e um pouco de sal. Está pronto!


Fonte: Bolsa de Mulher

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Gelatina: sobremesa gostosa e que faz bem!


Se consumida regularmente, a gelatina auxilia na redução dos níveis de colesterol no sangue, de triglicérides e no controle da glicemia. Por ser rica em proteína, a gelatina fortalece os ossos e previne o organismo de doenças como a osteoporose. Ela promove também uma maior resistência física aos desportistas. E mais: colabora para a manutenção da juventude, deixando cabelo, unhas e pele mais bonitos. 

Por que ela faz bem?

Por ser a principal fonte de colágeno, substância que tem como função impedir a deformação dos tecidos que fazem parte da estrutura de ossos, pele, cartilagens e tendões, a gelatina tem um papel importante na prevenção e no tratamento de doenças, como artrose e osteoporose. Também é bastante utilizada na recuperação de pessoas submetidas a procedimentos cirúrgicos, pois é um excelente agente cicatrizante. O ideal é ingerir dois potes por dia ou bater no liquidificador uma colher de sopa de gelatina em pó com um pote de iogurte. Está de dieta? Então prefira a versão diet, sem açúcar. Pronto, sua manutenção de colágeno está garantida!


Fonte: UMA

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Vitamina A: Boa para a pele, para emagrecer e até para prevenir a TPM


Menos badalada que a vitamina C, a vitamina A merece tanta atenção quanto ao ativo famoso nas frutas como laranja, limão e acerola. Seu consumo oferece muitos benefícios, entre eles, saúde aos olhos, ao sistema imunológico, à pele, mucosas, além de ser fundamental para garantir a capacidade funcional dos órgãos reprodutivos e ajudar a prevenir a temível TPM.

Além disso, a vitamina A recebeu mais uma indicação, que será um alívio para quem deseja se se livrar dos pneuzinhos. Estudos realizados pela UFRJ, este nutriente também ajuda a combater as gordurinhas localizadas, principalmente na região do abdome. Descobriu-se que a vitamina A estimula a produção de leptina, o hormônio responsável pela saciedade, dificultando a multiplicação das células de gordura no corpo.

Ótimas notícias, não? Então, está na hora de incorporar os alimentos ricos em vitamina A na sua dieta. Para isso, faça refeições com abóbora cozida, cenoura, couve, manga, agrião, folhas de beterraba, folhas de cenoura, rúcula, abacate, caqui, suco de laranja com cenoura, polpa de acerola. O óleo de fígado de bacalhau também é uma excelente fonte do nutriente e, por isso, serve para suplemento quando necessário.

Atente-se a falta de vitamina A no organismo. Os sintomas podem se manifestar com lesões na pele, cegueira noturna e dificuldade grave de visão, cálculos renais, defeito do desenvolvimento e modelação dos ossos. Mas calma, cada um desses problemas é geralmente reversível, através da administração de doses elevadas da vitamina (retinil palmiato) diretamente no músculo e por via oral.

Fonte: Tua Saúde

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014


O consumo regular de peixes deve fazer parte de uma dieta equilibrada. Esse alimento oferece ao organismo maior qualidade nutricional, melhora o nível da saúde e contribui com a prevenção de doenças cardiovasculares. Duas porções na semana (de aproximadamente 100g) já são o suficiente para colher os benefícios na promoção da saúde. Confira a seguir alguns motivos para incluir o peixe na sua dieta.

1. A iguaria é uma grande aliada no combate aos quilinhos indesejáveis. Afinal de contas, a maioria deles, como, por exemplo, a sardinha e a pescada, possui baixo teor de gordura saturada, comparando-se às carnes bovinas e suínas.

2. O consumo do alimento – a recomendação é de duas vezes por semana – garante a ingestão do ômega-3, uma “gordura do bem” que reduz sensivelmente as taxas de colesterol e triglicérides no sangue, prevenindo as doenças do coração e também o acidente vascular cerebral.

3. Eles concentram quantidades consideráveis de proteínas, minerais e vitaminas, como A, E e D – esta última confere ossos fortes e é indicada para mulheres grávidas.


Fonte: Dieta Já

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Emagreça comendo farelo de arroz


O arroz branco só fica soltinho e macio depois de um processo de beneficiamento, no qual todas as fibras do alimento são retiradas. O farelo do arroz, por sua vez, é mais escuro justamente porque conserva suas fibras e nutrientes, que fazem dele um superalimento funcional. Ele é um dos subprodutos do polimento do arroz e costuma ser descartado. Mas agora os benefícios conhecidos desse produto vão leva-lo direto para sua mesa. Veja a seguir seis bons motivos para incluir farelo de arroz na dieta.

Ajuda a emagrecer 
As fibras são grandes aliadas de quem faz dieta e quer emagrecer. Além de manterem o intestino saudável para absorver nutrientes e eliminar toxinas, elas dão saciedade e diminuem o índice glicêmico dos alimentos a que o farelo é adicionado.

Combate a prisão de ventre
Por ser rico em fibras, o farelo de arroz é um aliado de peso na regulação do intestino.

Ajuda na saúde da microbiota intestinal
A fibra estimula a reprodução das bactérias boas que vivem no organismo. Isso ajuda a manter o intestino livre de inflamações.

Regula o colesterol
Por ser rico em fibras, fitoesterois e gama orizanol, um potente antioxidante, o farelo de arroz atua na formação do colesterol bom e na redução do colesterol ruim.

Previne a formação de cálculo renal
Estudos recentes mostram que, em função das altas quantidades de fitina, o consumo regular de farelo de arroz pode prevenir a formação de cálculos renais. O mesmo componente faz uma limpeza da placa bacteriana dos dentes.

Previne o câncer
Pesquisas apontam que alguns polissacarídeos presentes no farelo de arroz são capazes de gerar uma resposta celular que previne o aparecimento do câncer. 


Fonte: Bolsa de Mulher

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Os benefícios do suco detox (+ receita!)


Às vezes, acabamos exagerando no prato e perdemos a linha. E quem acaba sentindo as consequências é o nosso organismo, que revira e se contorna todo, tentando expelir todo o excesso consumido. Os quilinhos a mais já estão a caminho e é preciso tomar alguma atitude para reverter o quadro. Mas é para isso que os sucos detox estão a serviço e prometem colocar para fora todas as toxinas ingeridas.

O suco, famoso entre as celebridades, é uma ótima pedida para evitar ganhar e até para perder aqueles quilos indesejados. E os benefícios são inúmeros: aumenta a sensação de saciedade, melhora o trânsito intestinal, o efeito diurético, evitando a retenção de líquidos, e mais: acelera o metabolismo! Com as fibras e nutrientes das frutas e verduras, você desintoxica o organismo, evita a absorção total da gordura consumida, melhora a função intestinal, diminui a ansiedade pelos alimentos e se sente saciada. E tudo isso ainda auxilia na perda de peso.

Por isso, hoje separo uma deliciosa receita de um Suco Verde, um suco detox que vai fazer maravilhas por você:
- 2 folhas de couve
- ½ pepino com casca
½ talo de aipo
½ maçã verde
suco de ½ limão
1 colher (chá) de gengibre

Como preparar:
Basta bater tudo no liquidificador, adicionar água gelada e pronto. É só tomar no canudinho e desintoxicar tudo.



Fonte: Revista Shape

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

10 alimentos anti celulite


Quem nunca comprou um lindo biquíni para ir à praia e, quando vestiu, sentiu vergonha das temidas celulites? Os furinhos indesejáveis certamente são o maior tormento do verão! Mas você pode amenizar o problema ingerindo os alimentos certos! Estes alimentos poderosos ajudam a eliminar toxinas, dão aquela mãozinha para a aparência da pele, inibem a absorção de gordura... Confira a lista abaixo:

1- chia e peixe: Contêm quantidades significativas de ômega-3, ácido graxo que possui ação anti-inflamatória e atua diretamente na redução da celulite.

2- cebola: Fonte de nutrientes que agem na microcirculação, como os flavonoides.

3- aveia: Contém silício, elemento estrutural do colágeno que atua na reorganização do tecido conjuntivo e ameniza o efeito casca de laranja.

4- iogurte: desnatado Rico em cálcio, substância que inibe a absorção de gorduras.

5- ovo e frango: São fontes de proteínas, fundamentais para a construção de massa muscular  e a produção de elastina, que dá firmeza à pele.

6- oleaginosas: Contêm lecitina, que reforça a parede das células, impedindo que elas percam nutrientes e água.

7- folhas verde-escuras: São ricas em antioxidantes, responsáveis por impedir que os radicais livres fragilizem os tecidos e abram caminho para os furinhos.

8- tomate: Contém licopeno, que dificulta a ação de radicais livres sobre as células, e vitamina A, que ajuda na síntese de colágeno.

9- pimenta: Tem efeito termogênico, que favorece a queima de gorduras.

10- batata-doce: Possui vitamina B5, essencial para a saúde da pele.

Fonte: Corpo a Corpo


quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Para incluir no menu: água de coco


A água de coco, comumente indicada para casos de desidratação, não precisa estar presente apenas nos seus passeios pela orla: ela também pode se tornar uma forte aliada à sua dietaAntes servida apenas na praia, esta deliciosa bebida invadiu também bares, restaurantes e os supermercados.

Além de refrescante deliciosa, água de coco é rica em sais minerais nutrientes. Ela funciona como um isotônico natural, que além de repor o líquido perdido ao decorrer do dia, repõe também os sais perdidos durante a prática de atividades físicas. Por não conter conservantes nem outros elementos artificiais, a água de coco pode ser aproveitada por qualquer um, sem restrições. Fica apenas o alerta para hipertensos e diabéticos: se tomada em excesso, a água de coco pode aumentar os níveis de sódio (sal) e glicose no sangue.

Por ter uma composição parecida à do soro fisiológico, a água de coco combate vários tipos de doença, como por exemplo cãibras fraqueza muscular e ainda equilibra o sistema circulatório, pois regula o nível de sódio e de água no corpo. O líquido do coco combate prisão de ventredor de cabeça mal estar, ajuda a reduzir o nível de colesterol e a febre, hidrata e amacia a pele e ainda serve como calmante.

Agora você já sabe mais sobre este alimento, então respeite suas restrições, escolha um canudinho e aproveite seus benefícios.


Fonte: Corpo a Corpo

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Morango: fruta deliciosa e amiga da dieta


Além de ser uma sobremesa deliciosa, os morangos contém poucas calorias – apenas 30 calorias por 100 gramas – e ainda são ricos em fibras e vitamina C. O potássio também está presente no morango, mineral que exerce papel na atividade dos músculos, atua na transmissão nervosa, na tonicidade muscular, na função renal e na contração da musculatura cardíaca.

Além da vitamina C e do potássio, podemos destacar que na composição do morango encontramos niacina, ferro e fibras, além de possuir capacidade antioxidante, o que contribui para o tratamento da gastrite. O morango vai bem em sucos, sobremesas, puro ou até nas saladas. Que tal uma receita de sobremesa feita com morangos que, além de matar aquela vontade de doces, é amiga da dieta? Confira abaixo:

Mousse de morango light

Ingredientes:
1 xícara (chá) de morangos

2 caixas de gelatina de morango diet
4 iogurtes naturais desnatados

Modo de preparo:
Lave e pique os morangos em pequenos cubos. Prepare a gelatina seguindo as instruções do fabricante. Leve-a à geladeira até ficar firme. Despeje no liquidificador junto com o morango picado e o iogurte. Bata bem e distribua em taças individuais úmidas. Deixe na geladeira por algumas horas, até adquirir consistência.

Fonte: Bolsa de Mulher



quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Os benefícios da tapioca


Dos índios veio o cultivo da mandioca, ainda antes da chegada de Pedro Álvares Cabral. A raiz deu origem à fécula, que é base para a tapioca, também conhecida como beiju. Essa iguaria logo conquistou o paladar dos colonizadores e ainda hoje reina absoluta na gastronomia brasileira. Entre os benefícios, podemos citar que, por ser derivada da mandioca, não contém glúten em sua composição. Além disso, é uma fonte de carboidratos e, por isso, de energia. Porém, é pobre em proteínas e fibras.

A receita é simples e rápida, ótima para os dias em que falta tempo para uma refeição elaborada. Tamanha praticidade permite que a delícia marque presença em qualquer momento do dia, até no café da manhã. Mesmo a goma industrializada não leva produtos químicos, portanto é uma ótima alternativa para substituir os pães.

Em meio a tantas vantagens, encontramos apenas alguns impasses: a tapioca, em si, não possui tantos nutrientes. Felizmente, é fácil resolver a questão: Adicione uma colher (chá) de chia à massa para cada duas (sopa) de goma. A tática garante saciedade e evita prisões de ventre.

O outro é em relação aos diabéticos: Eles devem ter mais cautela. Como é um produto com baixo teor de fibras, a absorção é mais rápida. Para minimizar os problemas neste aspecto, basta escolher bem os recheios.

Fonte: Viva Saúde


segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Trocas saudáveis!


Um estudo na Espanha comprovou, após analisar 772 pessoas suscetíveis a infartos, que uma dieta rica em fibras elimina o excesso de LDL, a versão ruim da gordura, afastando perigos como doenças cardiovasculares. Já nos Estados Unidos, pesquisadores provaram que peixes, nozes e castanhas garantem proteção, pois ajudam a controlar as do colesterol LDL no sangue. Por que, então, não inserir esses alimentos ao cardápio? O truque é trocar itens menos saudáveis por outros que ajudam a diminuir o colesterol. E o melhor: sem deixar o prazer à mesa de lado. Confira abaixo!

Pão francês por integral - A massa integral é super rica em fibras. Esse ingrediente serve de alimento a bactérias aliadas que moram no intestino. Bem nutridas, algumas delas fabricam mais propionato, uma substância que, ao chegar ao fígado, diminui a produção de colesterol. Assim, cai também a quantidade da gordura LDL no sangue. 

Óleo de soja e outros por azeite - O ganho dessa troca vem da combinação entre gorduras benéficas e antioxidantes que estão no óleo de oliva. Uma de suas vantagens é fornecer doses generosas de ácidos graxos monoinsaturados, que não aumentam os níveis de LDL e ainda ajudam a aumentar as taxas de HDL, o colesterol bom. Além disso, os compostos fenólicos do azeite evitam a oxidação do colesterol, fenômeno que causa a formação das placas. 

Biscoitos salgados por castanhas – Os salgadinhos ou biscoitos recheados costumam contar com gordura trans em sua receita. Ela não só faz aumentar o LDL como ainda contribui para derrubar o HDL. Mais saudável é apostar nas castanhas e nas nozes, que são legítimos depósitos da gordura monoinsaturada, que faz exatamente o trabalho oposto. As oleaginosas ainda são fontes de antioxidantes.

Molho branco pelo de tomate – O que contribui para um macarrão cheio de colesterol é o molho sempre. O branco é bem calórico. Em 2 colheres de sopa encontramos 4,5 gramas de gordura. Como o preparo exige creme de leite e queijo, o prato fica cheio de ácidos graxos saturados. Uma bela macarronada ao sugo não guarda esse perigo. Nas mesmas 2 colheres de sopa, há somente 0,1 grama de gordura. Apenas procure usar o molho de tomate feito em casa e evitar a manteiga no momento de refogá-lo. E, se possível, opte pela massa integral.

Sal por ervas e alho - Está aí uma boa maneira de preservar a saúde sem deixar a comida sem gosto: em vez de exagerar no sal, ingrediente que causa hipertensão, use as ervas aromáticas, além de alho. Ele tem compostos capazes de controlar o colesterol. E ervas como o orégano e o alecrim são ótimas contra a oxidação do LDL, que o torna ainda pior para as artérias. Mas evite colocar os temperos em temperaturas elevadas. Procure acrescentá-los nos minutos finais do cozimento. 


Fonte: M de Mulher

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Diminua os alimentos industrializados da alimentação das crianças em três passos


Quando o assunto é alimentação saudável, não devemos nos preocupar somente com o que comemos. As crianças também acabam adquirindo transtornos alimentares, como a obesidade, por causa dos maus hábitos alimentares. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, obesidade pode alcançar 75 milhões de crianças nos próximos 10 anos.

A garotada desde cedo apresenta patologias como diabetes do tipo 2, doenças cardiovasculares, e as psicológicas, como depressão e transtornos de ansiedade. Mas essa situação pode ser revertida com mudanças nos hábitos alimentares dos pais. 

A alimentação errada para a criança é a mesma errada para a família toda. Por isso, é importante que os pais se alimentem de maneira correta, para dar o exemplo aos filhos. Isso vale em qualquer idade. Confira algumas modificações na mesa que podem ser boas para os pequenos que adoram comidas industrializadas:
  • Trocar refrigerantes por sucos naturais: Além de não ter valor nutricional, a bebida contém sódio e açúcares em excesso. O consumo de sucos naturais, com pouco ou sem açúcar, é uma forma de garantir que as crianças recebam os nutrientes das frutas e se acostumem com seu sabor.
  • Trocar bolachas recheadas por frutas: Os biscoitos são práticos, mas também são ricos em gorduras, açúcares e sódio e não contêm quantidade acentuada de vitaminas e minerais, portanto, sem valor nutricional. Frutas como as uvas são fáceis de comer e contêm vitamina C, vitaminas do complexo B e sais minerais como ferro, cálcio e potássio.
  • Trocar os salgadinhos por frutas cortadas: Tirar os salgadinhos industrializados da dieta das crianças é também outra oportunidade para inserir as frutas no dia a dia. Além de nutritivas, melão, melancia, banana e maçã cortadas em pequenos pedaços podem ser divertidas.



Fonte: Saúde Plena

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Chás para a boa forma!


Mesmo no verão, os chás são ótimas pedidas para promover a saúde, boa forma e bem estar. Parece receita da vovó, mas é a mais pura verdade. Uma simples xícara de chá proporciona a manutenção da saúde contra as agressões de diversas doenças, tonificam o organismo, auxiliam na digestão, protegem o fígado e o sistema endócrino. A maneira mais usual de preparação de chá é a infusão, pois conserva a maioria das propriedades químicas da planta. O chá não deve ultrapassar 1 litro por dia e ainda com restrições a algumas ervas, pois o efeito benéfico poderá ter efeito contrário. Conheça alguns tipos de chás e seus efeitos no organismo:

Chá verde: é interessante quando tomado morno, após as principais refeições (almoço e jantar). Estudos mostram que sua utilização ajuda a emagrecer, pois acelera o metabolismo. É também coadjuvante quando se está fazendo tratamentos de gordura localizada e celulite.

Chá de hortelã, menta, camomila, orégano ou carqueja: devem ser tomados próximo às refeições, pois ajudam na digestão e nas doenças estomacais.

Chá de gengibre: aumenta a atividade celular e imunológica e é indicado para perda de peso. É também antibacteriano e fungicida.

Chá branco: Controla o colesterol devido à substância chamada de catequina, antioxidante que ajuda a diminuir o colesterol ruim (LDL) e, consequentemente, os riscos de doenças cardiovasculares; ação anti-inflamatório, além de aliviar dores crônicas, ajudar na diminuição da celulite (que é um processo inflamatório); Melhora o humor, pois proporciona sensação de prazer devido à presença do aminoácido chamado L-teanina, que age nos processos cerebrais e aumenta os níveis de dopamina e serotonina, neurotransmissores relacionados à sensação de bem estar; e Previne o câncer, já que a ação antioxidante das catequinas, segundo um estudo do Instituto Linus Pauling de Ciências e Medicina da Califórnia (EUA),  evita alterações genéticas que podem originar células cancerígenas.

Chá de folhas de amora: ajuda no combate ao diabetes e ao colesterol alto e é uma ótima pedida para regular o intestino. O chá de amora pode colaborar para a perda de peso devido à presença de fibra e leveduras, que facilitam a digestão e melhoram o funcionamento intestinal. Além disso, a amora é conhecida por ser a fruta reguladora dos hormônios, já que alivia cólicas menstruais, os desconfortos da TPM e os sintomas da menopausa, como calores intensos e o ressecamento da vagina, por exemplo. O chá também auxilia na prevenção da osteoporose,estabiliza a taxa de açúcar no sangue, diminui as dores de cabeça e a insônia e sua combinação de vitaminas C e E combatem os radicais livres, contribuindo, assim, para o rejuvenescimento da pele.

Chá de capim-limão: possui ação calmante, diurética e bactericida, além de combater insônia, cólicas e resfriados. 20 gramas da folha em 1 litro de água são a quantidade ideal.

Chá de gengibre: age como expectorante, melhora a digestão, a respiração, a circulação, gripes e dores de cabeça. Consuma de 1 a 4 gramas por dia.

Chá de canela: fortalece e harmoniza o fluxo da circulação, é expectorante, analgésica e antiinflamatória. A ingestão ideal é de 1 a 6 gramas por dia. Aproveite para tomar os chás durante a noite. Além de ter uma boa noite de sono, é enquanto dormimos que os nutrientes agem no organismo.

Matéria original publicada no site Beleza Chic


sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Diminua o apetite comendo abacate


À primeira vista pode parecer estranho, mas, segundo estudo publicado pelo Nutrition Journal (UK), comer abacate no almoço diminui o apetite nas próximas três horas em até 40%. Isso porque a fruta é rica em gorduras saudáveis, ômega-9 e antioxidantes, como glutationa, luteína e beta-sitosterol — este último responsável pelo controle do colesterol e pela diminuição do estresse e da glicemia.

O abacate é um aliado poderoso no processo de emagrecimento. Ele é rico em ácido oleico, que se transforma numa substância chamada OEA (oleiletanolamida), que reduz o apetite ao enviar rapidamente ao cérebro a informação de saciedade. Além disso, o abacate é rico em vitamina C e E, complexo B, ômega 6 e 9, dentre outras substâncias benéficas, num total de 20. Elas auxiliam diretamente na redução do colesterol ruim da gordura corporal, na proteção do fígado contra agressores, e também tem ação anti-inflamatória.

Fique de olho nestas dicas e aprenda a consumi-lo sem esforço!­ Adicione azeite de oliva, sal marinho e sardinha e faça um delicioso patê.­ Acrescente a fruta em saladas, picada sobre um mix de folhas verdes e tomates.­ O abacate fica ótimo em smoothies, batido com banana congelada e canela em pó.­ Ao preparar sanduíches ou wraps, substitua a maionese pela fruta batida.­ Se preferir comê-la como sobremesa, faça uma mousse de chocolate com cacau em pó e mel.


Fonte: Corpo a Corpo e Vila Mulher

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Excesso de peso pode aumentar o risco de câncer de mama (outubro rosa)



Uma pesquisa recente da Universidade de Colorado, nos EUA, realizada com roedores, reforçou o que os médicos já sabiam: a obesidade na pós-menopausa aumenta o risco relativo do câncer de mama, que é o de maior incidência entre as brasileiras e também o que mais mata mulheres no país. Segundo estudo do Instituto Nacional do Câncer (INCA), estima-se que em 2013 cerca de 52.680 mulheres sejam diagnosticadas com a doença.

Por isso, a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) alerta sobre a importância de uma vida saudável na pós-menopausa, aliada a uma rotina de exames, para prevenção e tratamento do câncer de mama.

O tecido adiposo na pós-menopausa é o responsável pela conversão periférica do estrogênio e a atuação deste no tecido mamário aumenta a proliferação celular, uma das condições necessárias para o desenvolvimento das neoplasias, ou seja, células do câncer. A busca pela saúde e por uma melhor qualidade de vida deve ser constante, independente da faixa etária.

O estilo de vida saudável, que se constitui no tripé alimentação balanceada, prática regular de atividade física e controle do stress físico-emocional, ao diminuir a ansiedade e depressão, pode contribuir para reduzir o risco de câncer de mama.

Fonte: Bolsa de Mulher

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Alimentos perigosos para sua dieta


Muitas mulheres, ao seguir uma dieta, acabam pecando no consumo de alguns alimentos. Pode não parecer, mas “acrescentar” ingredientes nos seus pratos pode deixá-los super calóricos!

Na salada, que recomenda-se comer à vontade, devemos evitar os temperos como molhos prontos, croutons e pedaços de queijo. Esse “plus” na refeição carrega muitas calorias e gorduras saturadas. Prefira uma salada de folhas verdes, tomate e pepino e, se optar por um molho, escolha o de iogurte desnatado. Se quiser, você pode consumir a salada junto com uma fonte de proteína leve, como frango ou peixe grelhado.

A água é essencial para o bom funcionamento do organismo e para eliminar as impurezas, e deve-se seguir à risca a recomendação de ingerir pelo menos dois litros por dia. Mas essa regra não se aplica a outros líquidos, como sucos, refrigerantes ou até a água saborizada (que pode conter até açúcar). Para estes, o ideal é ingerir no máximo dois copos por dia.

A granola é uma ótima fonte de fibras e energia, mas devemos tomar cuidado: a maioria delas contem açúcar. Prefira as versões light ou diet. A mistura é um alimento leve, mas 100 gramas possuem 421 calorias! Se a granola fizer parte da sua dieta, consuma pela manhã. Assim você fica saciada e pode gastar as calorias durante o dia.

E engana-se quem pensa que as barrinhas de cereal podem ser consumidas à vontade. Cada uma possui em média 100 calorias, além do açúcar (as cobertas com chocolate podem ter o dobro). Consuma as barrinhas como opção para os lanches intermediários, e não ultrapasse o limite de duas por dia.

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Invista na pera para reduzir o colesterol


Uma pesquisa do Instituto de Medicina Social da Universidade do Rio Janeiro publicada no Journal of Nutrition, uma das mais respeitadas revistas americanas sobre nutrição, mostrou que as mulheres que comeram três peras por dia durante 12 semanas consumiram menos calorias e perderam mais peso do que as que não ingeriram nenhuma fruta.

O estudo foi feito com 411 voluntárias entre 30 e 50 anos. A pera concentra, em média, 3 gramas de fibras totais por 100 gramas - quase o dobro da maçã, que fornece 1,6 grama. Além disso, o consumo de uma unidade representa 12% da necessidade diária de fibras. Ela também é grande fonte de fibras insolúveis, que estão relacionadas à prevenção de prisão de ventre e de doenças como diverticulite e câncer de cólon. 

Uma pera lhe dará 24% de sua dose diária recomendada de fibras. Fibra não contém calorias, e é um elemento necessário de uma dieta saudável, pois ajuda a manter os níveis de açúcar no sangue regulados. Além disso, ela é rica em pectina, um tipo de fibra solúvel que se liga às substâncias gordurosas no digestivo e promove a sua eliminação. Isso ajuda a reduzir os níveis de colesterol no sangue. A fibra solúvel também ajuda a regular o uso do açúcar do corpo. Por isso, acrescente às suas cinco porções diárias de frutas pelo menos uma pera.


Fonte: M de Mulher

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Chia, a semente que ajuda a emagrecer



Todos nós sabemos que os grãos são ótimos para a manutenção do organismo, pois melhoram a digestão e são ricos em nutrientes. O grão da vez é a Chia, uma semente originária da Colômbia e do México e que traz vários benefícios.

A chia é rica em antioxidantes, que ajudam a inibir o envelhecimento e previnem contra doenças. Além disso, o seu consumo melhora a pressão arterial, diminui os triglicerídeos e previne diabetes e doenças cardiovasculares. Outro benefício é o emagrecimento.

Consumir a chia diariamente ajuda a trazer saciedade. Ela é rica em fibras solúveis, que no estômago forma uma massa gelatinosa que prolonga a saciedade, além de “sugar” a gordura dos outros alimentos.

A chia pode ser consumida em grãos, farinha ou óleo, e a sugestão de consumo é misturada com frutas, sucos, vitaminas, e até mesmo em bolos ou como acompanhamento na salada.

O único cuidado é com a quantidade. A chia é bastante calórica e por isso deve ser consumida com moderação. Eu recomendo uma colher de sopa 30 minutos antes das refeições (para ajudar com a saciedade).

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Perca os quilinhos a mais comendo ameixa seca


A estratégia de comer a ameixa seca para destravar o intestino funciona, mas ela também é uma ótima amiga da dieta. O mérito é das fibras, que, além de estimular o funcionamento do intestino, saciam a fome com facilidade, o que ajuda você a perder peso.

Em um estudo recente, feito na Universidade de Liverpool, na Inglaterra, 50 voluntários receberam uma porção generosa (150 gramas) da ameixa como uma opção de lanche intermediário entre as refeições. Depois de três meses, eles perderam 2 quilos e enxugaram 2,5 centímetros da circunferência abdominal.

Essa versão da ameixa é rica em calorias e a quantidade utilizada no estudo (150 gramas) é muito maior do que o recomendado. Para o consumo diário o ideal é 25 gramas, ou seja, vale incluí-la na dieta para fazer as vezes de um docinho, mas não pode exagerar. Assim, a fruta pode substituir o lanchinho da tarde e matar a vontade de comer doces.


Fonte: Boa Forma

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Suco integral de uva para emagrecer


Suco de uva que seca barriga? A resposta é sim, pois ele ajuda muito quem está na luta conta a gordurinha abdominal. Além de ajudar no emagrecimento o suco de uva é excelente para a saúde, pois ele possui elementos que ajudam na diminuição do colesterol, previne o câncer, auxilia na melhora da memória e até ajuda na pressão arterial.

O poder de emagrecimento do suco de uva teve eficácia comprovada. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Centro Universitário Metodista de Porto Alegre, o consumo regular de suco de uva elaborado com 100% fruta, sem adição de água nem açúcar, ajuda a pessoa na redução da gordura da barriga. Mas, para isso, o suco de uva feito com 100% da fruta precisa ser consumido todos os dias na alimentação. A recomendação é que adultos consumam até dois copos de 250 ml, enquanto as crianças deve tomar um copo por dia desse suco.

O suco de uva concentrada favorece as funções hepáticas (do fígado) e é um valioso estimulante digestivo. Além disso, o suco acelera o metabolismo e diminui o ácido úrico (substância produzida pelo organismo e que causa cansaço). E quem consome carne em excesso vai adorar os efeitos do suco de uva, isso porque ele ajuda no desenvolvimento do alcalinizante que combate a acidez sanguínea, bem comum em quem consome muita carne.


Fonte: Mundo das tribos

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Cuidado com a quantidade de adoçante que você consome!


Você já deve saber que, quando utilizado em excesso, o adoçante pode prejudicar a saúde e até colaborar para o ganho de quilinhos a mais. Os adoçantes não são processados no estômago e vão direto para o intestino, atrapalhando a flora intestinal e a ação da insulina, responsável por captar a glicose e manter os níveis de açúcar no sangue, segundo afirma um estudo publicado recentemente na revista Nature. Por isso, ele pode ser acusado de atrapalhar no controle do peso.

O sabor dos adoçantes também engana o cérebro, que entende que você está consumindo açúcar. E, assim como o açúcar, pode criar um certo vício, fazendo você aumentar o consumo cada vez mais. Aos poucos, as pessoas tendem a querer maiores quantidades de adoçantes para sentir o mesmo gosto.

Portanto, fique atenta e veja qual a quantidade diária de adoçante que você pode consumir por dia:

Aspartame: 48 gotas ou 3 envelopes 
Ciclamato: 12 gotas ou 1 envelope
Sacarina: 6 gotas ou 1/2 envelope
Stévia: 7 gotas ou 1/2 envelope
Sucralose: 18 gotas ou 1/2 envelope

E cuidado porque não se deve levar em consideração apenas o número de sachês ou gotas, mas também com a quantidade de alimentos com adoçantes (como balas, gelatinas, bolos, doces etc).

Uma boa alternativa é optar por açúcares mais saudáveis, como o demerara e o mascavo, que contêm mais nutrientes e minerais, e praticamente as mesmas calorias que os adoçantes. E evitar o açúcar branco, que é refinado, além das bebidas adoçadas, como os refrigerantes light e os sucos de caixinha.


Fonte: Vila Mulher

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Os benefícios do chá branco para o emagrecimento


O chá branco, apesar deste nome, tem coloração semelhante aos seus próximos, chá verde e chá preto. E as equivalências não param por aí: a bebida também é antioxidante, estimulante e diurética. Veja mais quatro razões para consumi-lo:

Controla o colesterol
O chá branco possui uma substância chamada de catequina, antioxidante que ajuda a diminuir o colesterol ruim (LDL) e, consequentemente, os riscos de doenças cardiovasculares.

É anti-inflamatório
As catequinas presentes no chá branco também são capazes de reduzir os processos inflamatórios do organismo. Por isso, pode ser consumida para prevenir doenças de razão inflamatória ou no alívio de dores crônicas, e também ajuda na diminuição da celulite (que é um processo inflamatório).

Melhora o humor
O chá branco proporciona sensação de prazer e relaxamento por possuir um aminoácido chamado L-teanina. Esta substância age nos processos cerebrais e aumenta os níveis de dopamina e serotonina, neurotransmissores relacionados à sensação de bem-estar. 

Previne o câncer
A ação antioxidante das catequinas presentes no chá branco ajudam a prevenir o câncer. Um estudo do Instituto Linus Pauling de Ciências e Medicina da Califórnia, nos Estados Unidos, constatou que a bebida evita alterações genéticas que podem originar células cancerígenas.

Fonte: Outra Medicina


sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Siga as dicas e entre em forma para o verão


O inverno carioca já deu a prévia de como será o verão: muito quente. Os termômetros em plena estação fria bateram recordes com temperaturas de 30°. Ao invés de casacos, muitas pessoas tiraram a roupa de banho do armário e lotaram as praias do Rio de Janeiro. Por isso, quando o verão chegar, devemos estar preparados para uma temporada de muito calor. Contudo, é necessário ter saúde e disposição para aproveitar cada dia ensolarado que está por vir.

Ao contrário do inverno onde, normalmente, acabamos relaxando um pouco na alimentação, investindo em massas, fondue e chocolates quentes, no verão a pedida é por pratos leves que nos deem disposição para investir em programações ao ar livre, ficar até tarde na praia, aproveitar a natureza. Por ser a estação das férias, queremos aproveitar o sol, o mar e o calor para sair de casa e colocar o corpo em movimento. Mas para que isso ocorra da melhor maneira possível, é importante estar atento a três fatores: alimentação, saúde e hidratação do organismo.

Durante o verão, nos dias ensolarados, torna-se mandatório um cuidado maior com a hidratação do corpo. Nessa época há muita perda de líquidos e de sais minerais, portanto é necessário aumentar a ingestão de líquidos para repor essa perda e manter o organismo sempre hidratado. Evite refrigerantes. Invista em água de coco, pois apresenta baixo teor calórico e pode ser utilizada, em alguns momentos, para substituir a água para saciar a sede e também para repor eletrólitos como sódio e potássio em casos de desidratação intensa. Mas não esqueça de beber água natural também.

De olho também na alimentação e bebidas alcoólicas!
Em dias de altas temperaturas, muitas vezes há uma inibição da fome, devido ao calor excessivo. A falta de apetite pode levar a jejuns prolongados, que podem deixar o organismo fraco e debilitado. O ideal para contornar essa situação é consumir alimentos saudáveis e de fácil digestão, como frutas, legumes, carnes magras, saladas, evitando assim frituras e alimentos ricos em gordura, que no verão são mais difíceis de serem digeridos.

Fique atento também às bebidas alcoólicas que geralmente são consumidas com maior frequência, como por exemplo a cerveja e a caipirinha. Além de conterem calorias extras, quando ingeridas em grandes quantidades, estas bebidas podem levar à desidratação e perda de líquido intensa pelo organismo.

Seguindo estas dicas seu verão será marcado por muita disposição e saúde para aproveitar todos os dias da estação mais aguardada do ano.


quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Gengibre emagrece, retarda o envelhecimento e previne o câncer



Rico em propriedades medicinais, o gengibre é utilizado há mais de 3 mil anos como remédio para diversos males, e fonte de vitamina B6, cobre, magnésio e potássio. Por ser antioxidante, aumenta a imunidade, previne o câncer e ainda embeleza a pele e o cabelo. Uma pesquisa do Instituto Hormel, da Universidade de Minnesota (EUA), concluiu que o gingerol - composto que dá sabor picante ao gengibre - retarda o crescimento de tumores no intestino. 

Acrescente uma colher (chá) de gengibre ralado em suas refeições diárias e note o número do seu manequim diminuir! Ele é um alimento termogênico, ou seja, aumenta a temperatura do corpo, mantém o metabolismo acelerado e eleva a queima de gordura. E mais: como é rico em antioxidantes, combate os radicais livres e deixa a pele livre de rugas. Para potencializar o efeito desintoxicante, consuma com alho e cebola.

O chá de gengibre é um ótimo descongestionante quando se está gripado. Ele combate as doenças das vias respiratórias e da garganta por seu efeito antisséptico e anti-inflamatório. Mas atenção: o consumo do gengibre tem contraindicação para quem é hipertenso ou tem problemas estomacais, como gastrite e úlcera. 

Na hora da compra, escolha um gengibre com a pele lisinha - assim você tem a certeza de que ele não está fibroso. Descarte os pedaços enrugados, sem cor e com as pontas mofadas: quando começam a envelhecer, ficam com o gosto mais forte e ardido. Guardado na parte de baixo da geladeira, dentro de um saquinho de papel (como o de pão), o gengibre permanece fresco por várias semanas.

Fonte: M de Mulher

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Alimentos poderosos para sua dieta



Existem muitos truques por aí que garantem um corpo lindo e a redução de medidas imediata. Mas a verdadeira maneira de se manter em forma é apostar numa dieta saudável, a base de alimentos naturais, como sementes, frutas, verduras e um time de outros itens indispensáveis para seu cardápio. Hoje, vamos falar sobre estes alimentos e os poderes que exercem sobre nosso organismo.

No grupo das sementes, a amêndoa é uma ótima opção. Além de ser ótima para a pele, é rica em gordura boa (mono e poli-insaturadas), e ajuda a perder peso e melhora a sua saúde. Seus benefícios não param por aí:  tem ação anti-inflamatória, baixo índice glicêmico (saiba mais sobre índice glicêmico), fibras, magnésio e proteína. E uma ótima informação para as mulheres: combate a celulite e ajuda a emagrecer!

O coco, uma deliciosa bebida para os dias mais quentes, também pode ser incluso na sua lista do bem. Rico em ômega-3, o fruto faz um bem danado ao coração e age como um excelente anti-inflamatório. Outra notícia boa para quem quer perder umas gordurinhas: o alimento é utilizado como fonte primária de energia pelo organismo, ou seja, não fica armazenada. 

A chia, outra sementinha ótima para emagrecer, carrega os ácidos linolênico, oleico e alfa-linoleico, que ajudam a diminuir as inflamações. Por ser rica em fibras solúveis, melhora o trânsito intestinal e ajuda a aumentar a sensação de saciedade, o que corrobora para a perda de peso. Controla, também, os níveis de glicose, colesterol e pressão artificial. Maravilhoso, não?!

Agora, você já sabe quais itens incluir na sua lista de compras e alavancar sua saúde!

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Aposte nesses 4 alimentos termogênicos para queimar gordura corporal


Aqui no blog eu já mostrei 7 alimentos que te ajudam a emagrecer mais rápido porque são termogênicos, ou seja, aceleram o metabolismo e auxiliam na queima de gordura corporal. Pois você pode acrescentar mais quatro alimentos a essa lista, e incluir todos em uma alimentação variada. Confira:

GUARANÁ EM PÓ
Tem efeito estimulante, melhora a atenção e o rendimento na prática da atividade física. Uma colher de café por dia é o suficiente, adicionado ao leite, água ou suco.

CAFÉ
O café otimiza a performance dos treinos, o rendimento e o desempenho cognitivo. Isso aumenta a agilidade e a atenção, além de reduzir a fadiga. Três a quatro xícaras por dia bastam.

PIMENTA VERMELHA (CAPSAICINAS)
Aumenta a salivação, estimula a secreção gástrica e o bom funcionamento intestinal. Alguns estudos mostram redução na ingestão alimentar e aumento do gasto energético após as refeições que contêm pimenta. Três a quatro gramas por dia em temperos em pratos quentes e saladas são o ideal.

FEIJÃO BRANCO
A faseolamina  presente nele tem como propriedade inibir a atividade da enzima responsável pela transformação do amido (carboidrato) ingerido, em glicose. Esse mecanismo apresenta uma alternativa segura para as dietas de emagrecimento e para diabéticos que precisam diminuir a quantidade de açúcar circulante.


Fonte: Daqui Dali

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Invista na linhaça


As pesquisas não cansam de descobrir os benefícios da linhaça para a saúde. É por isso que quando se fala na semente, a gente já imagina uma avalanche de vantagens. Fonte de fibras alimentares, proteínas, vitaminas B1, B2, C, E, caroteno, ela é a mais rica fonte de ômega 3 existente na natureza e, ainda, contém ferro, zinco e um pouco de potássio, magnésio, fósforo e cálcio. Todos estes componentes podem diminuir o risco de algumas doenças degenerativas como diabete, arteriosclerose e doenças cardíacas.

As mulheres aprenderam a colocá-la no prato também pelos benefícios que proporciona a beleza. Além de melhorar o funcionamento do intestino, a linhaça acaba com a retenção de líquidos e ajuda na eliminação de toxinas. Fonte de ácidos graxos poliinsaturados, ainda retarda o envelhecimento celular e combate os radicais livres, deixando a pele jovem e bonita. Quer mais? Ela contém uma substância chamada taglandina, que regula a pressão do sangue, a função arterial e exerce um papel importante no metabolismo de cálcio, melhorando a produção de energia celular. Quer dizer? Seu consumo faz com que os músculos se recuperem mais rapidamente após os exercícios. Você pode ir para a academia tranquila porque a chatinha dor do dia seguinte tende a ser mais branda!

Seu poder de emagrecimento também é mega! Quando associada a uma dieta hipocalórica ou a reeducação alimentar, ela também ajuda a emagrecer. Uma colher de sopa possui só 39 calorias. O ideal é que se consuma 2 colheres de sopa por dia. Você não tem desculpas para acrescentá-la no seu dia a dia. Ela pode ser adicionada no suco, sobre uma fruta, ou misturada com aveia, leite desnatado ou iogurte 0% gorduras e de baixas calorias.


Fonte: Shape

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Emagreça com chá de folha de amora


Além de eliminar as gordurinhas, faz milagres pela saúde e bem estar. Estamos falando do chá de folhas de amora, que possui propriedades medicinais poderosíssimas. A bebida ajuda no combate ao diabetes e ao colesterol alto e é uma ótima pedida para regular o intestino. O chá de amora pode colaborar para a perda de peso devido à presença de fibra e leveduras, que facilitam a digestão e melhoram o funcionamento intestinal.

Além disso, a amora é conhecida por ser a fruta reguladora dos hormônios, já que alivia cólicas menstruais, os desconfortos da TPM e os sintomas da menopausa, como calores intensos e o ressecamento da vagina, por exemplo. O chá também auxilia na prevenção da osteoporose,estabiliza a taxa de açúcar no sangue, diminui as dores de cabeça e a insônia e sua combinação de vitaminas C e E combatem os radicais livres, contribuindo, assim, para o rejuvenescimento da pele.

A maneira correta de fazer o chá é ferver um litro de água e, em seguida, acrescentar de três a cinco folhas de amora. O chá pode ser consumido no decorrer do dia em que foi preparado, quente ou em temperatura ambiente. A perda de peso varia de pessoa para pessoa, mas a média é de 1,5kg por semana, tendo uma alimentação balanceada e uma prática diária de exercícios físicos. Você pode utilizar as folhas ao natural (se você tiver acesso a uma amoreira) ou comprá-las secas em lojas de produtos naturais.


Fonte: Oficina da Moda/Bolsa de Mulher

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Invista nos alimentos saciadores


Assim como o suco de laranja, que eu citei aqui no blog, existem outros alimentos que conseguem enganar a fome. Entre eles está a aveia. Os farelos se expandem no estômago e fazem a pessoa se sentir com a barriga cheia.

A cenoura crua é outra aliada da balança. Ela tem uma textura firme que obriga a pessoa a mastigar mais. O cérebro entende que há muito alimento sendo consumido e avisa que está na hora de parar de comer.

As fibras do abacaxi mantêm o estômago ocupado na digestão por mais tempo do que outros alimentos. Além disso, as vitaminas e minerais ajudam no equilíbrio do organismo. E um corpo saudável corre menos risco do cair na gula.

Outro alimento que também ajuda a dar sensação de saciedade é a chia, uma semente com muitas fibras, assim como a aveia. A chia pode ser consumida junto com o suco de laranja, uma hora antes das refeições.


Fonte: G1

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Controle a fome com suco de laranja


Uma pesquisa da Universidade Estadual Paulista (Unesp) revelou que a laranja, fruta conhecida por ser bastante calórica, pode ser uma aliada para quem quer perder peso. Os pesquisadores constaram que ela libera uma substância que aumenta a saciedade e ajuda a inibir o apetite, ou seja, a pessoa toma o suco e come bem menos na próxima refeição.

Os especialistas descobriram que o suco de laranja aumenta os níveis de leptina no organismo. Esse hormônio age numa região do cérebro chamada de hipotálamo e inibe os receptores do apetite.

Apesar de ser calórico (um copo da bebida tem, em média, 120 calorias), o suco pode mesmo ajudar a emagrecer. Ao invés de se consumir alimentos com muito mais calorias e menos nutrientes e que não causem saciedade, como por exemplo, os refrigerantes e as bebidas adoçadas com açúcar, se você consumir o suco de laranja, vai ter o benefício não só dos nutrientes, mas também de um aumento da saciedade. Vai engordar menos e pode ajudar na manutenção do peso corporal.

Com um copo de 300ml de suco de laranja, é possível ficar de duas até 3 horas sem fome. Outra dica é começar a manhã tomando um copo de suco de laranja meia hora antes do café da manhã: assim você come menos e consegue fazer escolhas mais saudáveis.

Mas atenção: para que a bebida tenha esse efeito é preciso tomá-la sem adoçar porque se for colocado açúcar no suco, o resultado pode ser o inverso, já que ele é rapidamente absorvido pelo organismo, causando a sensação de fome e não de saciedade. A dose recomendada é de dois copos por dia.


Fonte: G1