A Medicina Ortomolecular feita da maneira certa!

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Escolha os alimentos pela cor



Todos nós sabemos que quanto mais colorido o prato, mais nutrientes estamos consumindo durante a refeição. Pois que tal descobrir o benefício de cada cor no seu organismo?

Vermelho

Os alimentos vermelhos possuem um alto teor de licopeno, que é um poderoso antioxidante (combate o envelhecimento precoce), além de amenizar o estresse. Também podemos encontrar nesses alimentos a vitamina C, que ajuda a manter a imunidade alta. Estão nesse grupo o tomate, a melancia, a goiaba, entre outros.

Verde

A cor verde dos alimentos é sinal de que eles contêm fitoquímicos, que ajudam a prevenir doenças como o câncer. Os verdinhos também são ricos em luteína e zeaxantina, que blindam o organismo contra o câncer de cólon e reduzem o risco de degeneração muscular. Invista no agrião, chuchu, couve, pepino e kiwi, entre outros.

Branco

A responsável pela cor branca em alguns alimentos é a substância flavina. Estes alimentos são ricos em minerais, carboidratos, vitamina B6, cálcio e fósforo, e auxiliam a renovação celular, protegem o sistema imunológico e ajudam na elasticidade dos músculos e na formação dos dentes. Entre esses alimentos estão o arroz, o rabanete, a banana, a mandioca, a cebola, o alho, etc.

Amarelo

Os alimentos amarelos são fonte de betacaroteno, uma substância que ajuda na saúde dos tecidos (pele) e dos cabelos, e de vitamina C. A laranja, o mamão, o melão, o milho, o pêssego, entre outros, ajudam a prevenir o envelhecimento.

Roxo, azul e preto

Essa tonalidade, digamos, “diferente”, é causada pela presença da antocianina, pigmento associado à vitamina B1, que transforma os nutrientes em energia. Ela ajuda a retardar os sinais de envelhecimento. A coloração escura também tem propriedades antioxidantes, que ajudam no combate ao câncer e doenças cardiovasculares. A uva, repolho roxo, jabuticaba, ameixa e berinjela, por exemplo, auxiliam e retardam os sinais de envelhecimento.

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Evite a retenção de líquidos com os alimentos certos



Sempre há um dia em que acordamos e nos sentimos pesadas, com a barriga maior e a impressão de que engordamos alguns quilinhos do dia para a noite. Calma, você não precisa se desesperar, pois provavelmente só está com retenção de líquidos. Nada mais é que um inchaço causado pelo acúmulo de água em excesso no organismo, o que provoca a sensação de desconforto no corpo e dá a aparência de ter engordado alguns quilos.

O problema pode ter várias causas, que vão desde alterações hormonais causadas pelo estresse, menstruação, gravidez ou até mesmo pela alimentação inadequada. Mas com os alimentos certos você pode combater a retenção de líquido e evitar o mal-estar e a sensação de corpo inchado que incomoda.

Cereais

A aveia é um cereal rico em proteínas e minerais que além de fortalecer os dentes, ossos e o tecido conjuntivo, é muito eficaz no fornecimento de energia e estabilização dos níveis de estrogênio, que ajuda a reduzir a retenção de líquido no corpo.

Além disso, regula o intestino, garante uma pele mais bonita e combate a sensação de inchaço e mal-estar da retenção de líquido. A aveia é digestiva e contribui para o bom funcionamento do organismo evitando a prisão de ventre, por isso deve ser consumidos no dia-a-dia combinados com frutas e iogurtes. Outros cereais integrais como a quinoa, arroz e linhaça, também podem ser consumidos para combater a retenção de líquido.

Chás

Para combater a sensação de inchaço e mal-estar do corpo, é necessário consumir bastante líquido, principalmente os chás diuréticos com o branco, verde, carqueja e cavalinha. Estes chás são ótimas opções para ajudar na diminuição da retenção de líquido porque possuem propriedades que ajudam acelerar o metabolismo e, de quebra, ainda queimam algumas calorias.

Água

A água é a principal aliada para combater a retenção de líquido. Consumir até 2 litros de água por dia é essencial não só para a hidratação do corpo como também para estimular o funcionamento dos rins, que são responsáveis por filtrar e eliminar as toxinas do organismo, o que ajuda a aliviar o inchaço do corpo.

Frutas

Algumas frutas que combatem inchaço e amenizam a sensação de mal-estar são a melancia, o abacaxi e a pêra, que possuem uma grande quantidade de água. Também entram na lista o melão, que é diurético, a uva e ameixa, que auxiliam na limpeza do organismo porque evitam a prisão de ventre, e a manga, a banana e a laranja, que fazem o corpo desinchar.


segunda-feira, 19 de maio de 2014

Emagreça comendo farelo de aveia


Farelo de aveia é um dos maiores segredos das dietas modernas e é a aposta certeira das famosas para perder peso. Isso porque o grão esfarelado tem poder emagrecedor e pode ser facilmente consumido em receitas gostosas, que fazem enxugar os quilinhos extras sem perceber, evitando passar por grandes sacrifícios.

Adicionar farelo de aveia às receitas em substituição à farinha branca faz com que os pratos se tornem mais saudáveis e ajudem a eliminar calorias. A aveia é um grão potente, rica em minerais como cálcio e ferro, além de possuir vitaminas do complexo B e E, proteínas e fibras. Entre seus benefícios, é capaz de promover sensação de saciedade, melhorar o funcionamento intestinal, facilitar a digestão, controlar a pressão arterial, diminuir colesterol ruim e controlar quantidade de açúcar no sangue.

Pode ser encontrada nas versões farelo, farinha ou flocos. Entre as três, o farelo de aveia é o que mais ajuda na dieta. Esse tipo provém da camada externa do grão e, por isso, possui maior concentração de fibras betaglucanas.

É indicado comer 30 gramas do alimento por dia, o equivalente a três colheres de sopa. Além disso, para adquirir todos os benefícios da aveia é necessário beber de cinco a seis copos de água por dia, para que ela não cause prisão de ventre. É possível adicionar o farelo a frutas, sucos ou vitaminas e ainda em receitas como tortas, quiches, pães e almôndegas.


Fonte: Bolsa de Mulher

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Enriqueça sua dieta com os brotos


Chegou a hora de você turbinar a sua dieta com os brotos. Por ter valor calórico baixíssimo, esse tipo de alimento pode e deve ser inserido no cardápio, principalmente devido ao teor reduzido de gordura e por conter muita água em sua composição.

Os tipos de brotos mais conhecidos são: os de feijão, que possuem vitamina C, ferro, proteínas e cálcio; os de alfafa, ricos em fibras, pouco calórico e ajudam na função intestinal; e os de bambu, bastante usados no oriente, são ricos em nutrientes, como proteína vegetal, cálcio, aminoácidos, fibras, fósforo, e vitaminas B1, B2 e C.

Para termos ideia de como são ótimos para dietas: 100gr de broto de alfafa cru equivalem a 29 cal; 100gr de bambu cozido equivalem a 12 cal e 100gr de broto de feijão cozido resultam em 39 cal. Viu só?

Para diversificar o consumo dos brotos no dia a dia, você pode comê-los crus, temperados em salada, batido em um suco (no caso do broto de feijão) e até em uma sopa.

Você pode encontrar brotos frescos ou empacotados nas prateleiras do mercado. O ideal é que assim que chegar em casa, você os deixe imersos em água para preservar seu conteúdo nutricional. Indica-se que os brotos sejam cozidos antes do consumo, isso para evitar os riscos de contaminação.

Por fim, fora todos os benefícios já listados, é bom saber que os brotos ainda são antioxidantes! Estudos apontam que a concentração de compostos fenólicos, principalmente os flavonoides, do broto de feijão, por exemplo, estão em maior quantidade se comparado a outros vegetais como a cebola, a cenoura e o tomate. As mesmas pesquisas apontam a sua capacidade de reduzir a oxidação em até 50%.


Fonte: Cyberdiet

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Maçã: fruta deliciosa e que traz saciedade


É na polpa da maçã que nutrientes essenciais como vitaminas A, B, C e E, carboidrato (fonte de energia) e potássio (importante para o coração) se concentram. Já os compostos antioxidantes que protegem as células do corpo e previnem crises de asma estão presentes na casca. É lá que também estão as fibras, responsáveis pela sensação de saciedade e a melhora do funcionamento do intestino. Então, nada de descascar! Lave e esfregue bem a fruta antes de comê-la.

Além disso, estudos mostram que a maçã possui uma fibra solúvel, chamada pectina, capaz de diminuir o colesterol ruim e ainda combater a gastrite e até câncer. Mas fique de olho na quantidade: o ideal é comer uma por dia. Como a fruta tem muita fibra, ingeri-la em excesso pode acabar diminuindo a absorção de nutrientes.

Muitos tipos, os mesmos benefícios

Fuji:
É firme e crocante. Um pouco ácida, essa maçã vai bem com salada de frutas, sobremesas e geleias.

Gala:
Macia e bem doce, é uma das mais ricas em antioxidantes. É um dos tipos mais consumidos no Brasil.

Red ou Argentina:
Tem a polpa mais branquinha e, quando está mais madura, esfarela na boca.

Verde:
Tem pouco açúcar e é bem ácida. Vai bem como complemento em pratos salgados, saladas e assados.


Fonte: Viva Mais