A Medicina Ortomolecular feita da maneira certa!

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Cuidado com os aperitivos de fim de ano!


Fim de ano, Natal, Ano Novo, é sempre um momento feliz e animado. E os petiscos, claro, não podem faltar. Eles são o toque especial da mesa, e fazem a qualquer um de nós salivar. Porém, do ponto de vista médico, as coisas não são bem assim.

O salame, amendoim e azeitona preta, itens adorados à mesa, têm alto teor calórico, e por isso precisa-se tomar cuidado na hora de montar o cardápio com estes mimos ao paladar. Confira abaixo os índices destes três alimentos:

Energia

Azeitona
194 cal
Salame
398 cal
Amendoim
606 cal
Lipídios

Azeitona
20,3g
Salame
3,6g
Amendoim
54g
Carboidratos

Azeitona
2,9g
Salame
5,5g
Amendoim
18,7g
Sódio

Azeitona
376mg
Salame
1567mg
Amendoim
1574mg
Proteínas

Azeitona
25,8g
Salame
22,5g
Amendoim
1,2g

Uma dos principais cuidados que devem ser dados é em relação ao salame que, mesmo saindo como o “campeão”, tem índices ruins nos Lipídios (gordura) e no Sódio, que devem ser ingeridos com cautela e moderação. Já o amendoim apresenta menor teor de sódio e boa quantidade de proteínas, além de possuir gordura monoinsaturada, ou seja, ajuda a controlar o colesterol ruim. A azeitona preta, por sua vez, tem alto teor de sal e pouca proteína, o que não contribui para saciedade.

Por fim, o truque é a moderação: escolha seu petisco favorito e consuma até 30g. Não exagere no beliscado e garanta sempre uma alimentação balanceada, que proporcione uma quantidade de calorias ideal para seu corpo e que respeite sua saúde. 



Fonte: Revista Saúde

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

10 dicas para se controlar nas festas de fim de ano



Para não engordar nas festas de fim de ano, a palavra chave é moderação. Evitando os excessos de comida e bebida e fazendo trocas espertas, é possível compor um prato saudável sem passar vontade de provar as delícias típicas da época.

O mais importante é tirar o foco da comilança e aproveitar ao máximo o momento de reunião com familiares e amigos. Assim você evita aquela sensação de mal estar e arrependimento que normalmente batem depois dos exageros cometidos. Confira abaixo as dicas:

1) Não pule refeições esperando a hora da ceia. Chegar à mesa morrendo de fome nos faz extrapolar nas quantidades.

2) Comece o dia com um bom café da manhã. Consuma muitas fibras, como farelo de aveia e farinha de linhaça e proteínas, que mantêm a saciedade por mais tempo. Prepare um suco verde, fonte de vitaminas, minerais e energia para encarar a maratona de festas.

3) Na hora da festa, evite os petiscos mais calóricos como queijos gordos (gorgonzola, provolone, cheddar), salames, azeitonas e salgadinhos em geral. Prefira castanhas, frutas secas e torradas.

4) Faça um prato de salada antes do prato principal e mastigue bem. Esse processo gera mais saciedade e ajuda a evitar os exageros.

5) Evite bebidas alcoólicas. Uma lata de cerveja ou um drink feito com leite condensado têm 150 kcal. Uma taça de vinho ou champanhe para fazer o brinde é o bastante.

6) Prefira as carnes magras, como peru, e sempre retire a pele. Além de ser altamente calórica, ela é fonte de gordura saturada, que eleva o colesterol.

7) Cuidado com as sobras! A comilança pode se estender por um ou dois dias após a festa.

8) Sobremesas à base de frutas são as melhores opções. Invista em uma cesta repleta de frutas da época, como lichia, figo, cereja e ameixa.

9) Coma um pouco de tudo o que sentir vontade, mas lembre-se: o segundo pedaço tem o mesmo gosto que o primeiro. Invista em porções pequenas e evite a culpa e a frustração.

10) Se a comemoração de Natal for na sua casa, prepare uma ceia light e deixe a família inteira em forma.


Fonte: Bolsa de Mulher

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Alimentos detox pós-ceia


Um dos grandes desafios nas festas de fim de ano é manter a dieta ou uma alimentação regrada. São tantas guloseimas e tantos pratos gostosos, que fica até feio não experimentar. Mas entre uma ceia e outra, você pode acabar perdendo o controle no prato e exagerando na dose. Hoje, vou compartilhar alguns alimentos que irão ajudá-lo a aliviar a sensação de mal-estar e de "estufamento" depois das comemorações.


FRUTAS

Abacaxi
Por possuir uma enzima chamada bromelina, responsável por digerir as proteínas presentes em grandes quantidades, o abacaxi é uma das opções para combater o inchaço e aliviar o estômago. Uma fatia média, consumida após a refeição, é o suficiente. Para quem sofre de gastrite ou refluxo, fica o alerta! A fruta aumenta a acidez no estômago, aumentando os sintomas das doenças. Por isso, evite!

Maçã
A fruta rica em vitaminas B, C e E e polifenóis, ajuda a manter a mucosa gástrica e o equilíbrio das funções do intestino. Também é rica em pectina, substância que dificulta a absorção de carboidratos e gorduras pelo organismo. O ácido presente no alimento age como anti-inflamatório enquanto seu suco tem grande poder de regeneração. Você pode consumir a maçã como sobremesa ou sucos nos dias pós-festa.

FOLHAS
Couve
Por ser rica em fibras, a verdura é um forte aliado no processo digestivo, favorecendo um melhor trânsito intestinal. E mais: é excelente para o fígado por possuir sulforafano, isotiocianato e indóis, substâncias que previnem contra o câncer. A folha pode ser consumida diariamente na forma de suco ou até na forma crua ou refogada. Mas quem sofre de hipo ou hipertireoidismo, cuidado! O vegetal pode alterar as funções da glândula da tireoide. A palavra-chave é moderação.

Repolho Roxo
Tem forte ação anti-inflamatória e por conter muito enxofre, participa diretamente na desintoxicação e limpeza do organismo. Pode ser consumido sem exagero. Porém, quem sofre de flatulência, deve dobrar o cuidado, pois a hortaliça favorece o acúmulo de gases no estômago e intestino.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Festas de fim de ano: dicas para comer com moderação!


Está dada a largada para as festas de final de ano. Estamos às vésperas de viver intensamente as celebrações do trabalho, família, amigos. Afinal, dezembro é o mês da felicidade, época de transformar cada encontro em algo muito especial, reunir as pessoas queridas, brindar a chegada de uma nova fase.

Contudo, nesse período a ceia é sinônimo de excesso, já que manter a rotina alimentar balanceada é praticamente uma missão impossível. Será? Com tantas tentações à mesa, existe a possibilidade de resistir aos prazeres gastronômicos que, muitas vezes, só surgem no Natal e Ano Novo? Esse é um dos grandes desafios a serem enfrentados nessa temporada. Se não der para conter a vontade, fique calmo. A regra é ser feliz, mas com moderação. Confira as dicas:

  • Invista nas frutas, presença garantida em 99% nas ceias brasileiras. Mire na maçã e aproveite, já que ela é rica em vitaminas B, C e E e polifenóis, que ajudam a manter o equilíbrio das funções do intestino, além de ter ação anti-inflamatória;
  • A dupla, Melancia e Melão, também deve ganhar destaque nas refeições, pois possuem grande quantidade de água, ajudando a combater inchaço e amenizar sensação de mal estar;
  • Brinde com os seus amigos, mas intercale com um copo de água entre uma bebida alcoólica e outra;
  • Não exagere nas porções de itens gordurosos e cheios de molhos. Assim, você não precisa ter dor de cabeça depois das festas;
  • Se a correria de final de ano te tira o sono, invista em alimentos que te ajudam a baixar o nível de adrenalina, como carnes magras, leite e derivados, castanha-do-pará e de caju, e frutas (banana e a maçã). Estes tipos de alimentação são precursores do Triptofano, responsável pela sensação de bem-estar e de relaxamento.